Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de tratamentos de superfície e do envelhecimento em água sobre a resistência de união entre uma cerâmica Y-TZP e cimentos resinosos

Processo: 16/02041-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:José Maurício dos Santos Nunes Reis
Beneficiário:Luiz Henrique Grandino
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Resistência ao cisalhamento   Porcelana dentária   Prótese dentária   Cimentos de resina   Zircônia tetragonal policristalina estabilizada com ítrio (Y-TZP)   Adesivos dentinários

Resumo

Este estudo objetiva analisar a resistência de união entre uma zircônia tetragonal policristalina estabilizada por ítria (Y-TZP) e dois cimentos resinosos, um convencional e outro autoadesivo, após envelhecimento em água. Discos de Y-TZP (VIPI) serão cortados (N=360), polidos e sinterizados com dimensões finais de 5,0 mm de diâmetro e 2,0 mm de altura. A superfície da Y-TZP será tratada com: 1- AS (Controle- sem tratamento); 2- Jateamento com óxido de alumínio (50 um); 3- Aplicação do adesivo Single Bond Universal (3M ESPE); 4- Aplicação de adesivo experimental; 5- Jateamento com óxido de alumínio (50 um) + Single Bond Universal e 6- Jateamento com óxido de alumínio (50 um) + adesivo experimental. Após cada tratamento, a superfície da Y-TZP (n=3) será avaliada qualitativamente por meio de MEV (100 e 500x). Discos de resina composta (Filtek Z350 XT A3E- 3M ESPE) com 5,0 mm de diâmetro e 2,0 mm de altura serão cimentados sobre a superfície da Y-TZP com cimento convencional (RelyX Ultimate- 3M ESPE) ou autoadesivo (RelyX U200- 3M ESPE). Os corpos-de-prova serão submetidos aos ensaios mecânicos de resistência de união ao cisalhamento por aplicação de força de tração (EMIC DL2000; 1,0 kN; 1,0 mm/min) após 24 h ou 9 meses de armazenagem em água destilada a 37 ºC. A interface de união de cada corpo-de-prova será analisada em estereomicroscópio (30x) e as falhas classificadas em adesivas, coesivas da resina e/ou do cimento, ou mistas. Os dados de resistência de união (MPa) serão submetidos aos testes de normalidade e homocedasticidade para a eleição do teste estatístico apropriado para a análise dos resultados. (AU)