Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e estudo de patogenicidade de uma nova cepa de Neospora caninum de caprinos naturalmente infectados

Processo: 16/05010-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Paulo César Maiorka
Beneficiário:Rafael Carneiro Costa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/16546-6 - Genotipagem por análise de microssatélites de cepas de Neospora caninum provenientes de caprinos naturalmente infectados, BE.EP.DR
Assunto(s):Neospora caninum   Aborto   Encefalite   Roedores

Resumo

Neospora caninum é um protozoário do filo apicomplexa, conhecido mundialmente por ser importante agente causador de abortos em rebanhos, principalmente de gado leiteiro, causando apenas no Brasil perdas estimadas em U$51,7 milhões anualmente, em propriedades leiteiras, e U$101 milhões em propriedades de corte, sendo que as perdas anuais considerando 10 países no ano de 2013 chegaram a um valor estimado de U$1,298 bilhões. Clinicamente a neosporose se manifesta no HI na forma de abortos recorrentes e repetição de cio. Em bovinos o aborto ocorre geralmente no período de 5 a 6 meses de gestação, podendo ocasionar complicações como mumificação ou maceração fetal, no caso da não ocorrência de abortos os conceptos podem nascer mortos, ou vivos com ou sem sinais clínicos porém persistentemente infectados. No caso de infecção em caprinos há relatos, além de abortos e nascimento de animais infectados, o nascimento de animais soronegativos apesar da mãe ser soropositiva. Após a infecção uma polarização de resposta imune para o perfil Th-1 é essencial para seu controle, é ativada uma resposta imune por células T mediada pela produção de IL-12 e IFN- ³. As lesões que ocasionam o aborto podem ser tanto fetais quanto placentárias. A polarização da resposta imune da mãe durante a gestação para a T-helper 2 (Th2) é fator importante para manutenção de uma gestação normal, porém após a infecção pelo N. caninum é capaz de polarizar a resposta imune para T-helper 1 (Th1), esta leva a eficaz combate ao parasito intracelular, porém pode ser incompatível com a gestação. Apesar da resposta sistêmica ser mediada por linfócitos T, no sistema nervoso central, marcações imunoistoquímicas caracterizam as células presentes nas lesões de gliose e manguitos perivasculares como micróglia e monócitos migrados do sangue, com a participação gradual de astrócitos que se multiplicam próximos aos locais de lesão. Em caprinos machos adultos também se encontram lesões de gliose porém não acompanhadas de áreas de necrose, lesões mais tardias e não ativas são compostas por cicatrizes gliais astrocitárias, porém em áreas ativas de gliose próximas a manguitos perivasculares há participação de células da linhagem monocítica e astrócitos concomitantemente, sem a participação significativa de linfócitos. Há poucos relatos da patogenicidade de cepas de N. caninum em caprinos e até então não há dados publicados a respeito de infecções experimentais de cepas isoladas da espécie caprina. Em trabalhos realizados por nosso grupo de estudos é demonstrado certo comportamento incomum em caprinos principalmente machos infectados durante a gestação, que apresentam graus moderados a acentuados de encefalite ativa na vida adulta porém sem apresentar sinais clínicos, em comparação com fêmeas do mesmo rebanho, que não apresentam tais lesões com frequência significativa demonstrando a importância de estudos a respeito da espécie caprina, do comportamento da infecção e do grau de patogenicidade da cepa presente nesta espécie e suas possíveis diferenças em comparação com outras cepas comumente utilizadas em pesquisa. Apesar de poucos relatos sobre a prevalência da doença em caprinos, estudos sorológicos no estado de São paulo apontam até 19,7/100 de animais infectados. Em decorrência do interesse de elucidação dos mecanismos de patogenicidade de cepas de N. caninum e desenvolvimento de modelos experimentais, o presente estudo tem como objetivo avaliar os processos de infecção, patogenicidade e resposta imune em camundongos (Mus musculus), gerbis (Meriones unguiculatus) e hamsters (Mesocricetus auratus) de uma nova cepa de N. caninum isolada de caprinos, em função de seu aparente comportamento incomum em comparação a outras cepas com patogenicidade já estabelecida,

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, RAFAEL CARNEIRO; MESQUITA, LEONARDO PEREIRA; DE OLIVEIRA JR, IVAM MOREIRA; ZANNATO, DENNIS ALBERT; DOS SANTOS MESQUITA, LUCAS EMANUEL; BIIHRER, DANIEL ARRAIS; MASSOCO SALLES GOMES, CRISTINA DE OLIVEIRA; VARASCHIN, MARY SUZAN; MAIORKA, PAULO CESAR. The pathogenicity of two Neospora caninum goat strains in a BALB/c mouse model. Experimental Parasitology, v. 205, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
COSTA, R. C.; MESQUITA, L. P.; NUNES, M. V. L.; OLIVEIRA, I. M.; OLIVEIRA, L. F. S.; SOUZA, ALINNE R.; MAIORKA, P. C.; VARASCHIN, M. S. Neospora caninum bioassay in gerbils using placental tissues from naturally infected goats. Veterinary Parasitology, v. 249, p. 70-73, JAN 15 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.