Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da viabilidade da medida de fótons diretos evento-a-evento em colisões Pb-Pb com o experimento ALICE

Processo: 16/10995-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Mauro Rogerio Cosentino
Beneficiário:Carolina Sergi Lopes
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Grande Colisor de Hádrons   Experimento ALICE   Colisões de íons pesados relativísticos   Plasma de quarks e glúons   Fótons   Chumbo

Resumo

O Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider - LHC) é o maior e mais possante colisor de partículas já criado. Ele encontra-se 100 m abaixo da superfície no complexo do Centro Europeu para a Pesquisa Nuclear (CERN) em Genebra, e possui quatro experimentos principais: ATLAS, CMS, LHCb e ALICE, cada um dando ênfase a uma área diferente da Física de Altas Energias. O LHC realiza diferentes tipos de colisão, sendo elas: próton-próton (pp), próton-chumbo (pPb) e chumbo-chumbo (Pb-Pb). O projeto apresentado a seguir faz parte de uma série de análises para a colaboração do experimento ALICE, que tem como principal meta a investigação da matéria sob condições extremas, para a compreensão de um estado da matéria chamado de plasma de quarks e gluons (Quark-Gluon Plasma - QGP). Uma das observáveis mais marcantes do QGP é o fluxo anisotrópico que este possui após colisões de íons pesados. Um dos métodos mais comuns para caracterizá-lo pode estar, segundo estudos recentes, desprezando muitos dados relevantes para a compreensão da evolução do QGP e das condições iniciais deste meio. Para tal, foi elaborada uma análise evento-a-evento dos harmônicos da série de Fourier que representa a distribuição azimutal das partículas. O trabalho sugerido a seguir analisará a viabilidade do método que calcula os harmônicos evento-a-evento de fótons diretos numa colisão Pb-Pb através de simulações. A obtenção de tais valores pode dar informações quanto ao instante em que os fótons foram produzidos na colisão e consequentemente às características da evolução do QGP. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.