Busca avançada
Ano de início
Entree

Proposta de um modelo híbrido de potencialização pós-ativação para a melhora do desempenho de nadadores velocistas

Processo: 16/10029-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Marcelo Papoti
Beneficiário:Tarine Botta de Arruda
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Natação   Eficiência

Resumo

Tradicionalmente na natação, os protocolos de aquecimento são aplicados em elevado volume e intensidade moderada. Entretanto, evidências demonstram que a utilização de esforços com elevada intensidade, principalmente exercícios que envolvem o desenvolvimento de força, podem trazer algum benefício ao nadador, efeito reconhecido como potencialização pós-ativação (PPA). Os estudos desenvolvidos sobre esta temática utilizaram diferentes modelos de exercício para a potencialização, demonstrando benefícios para a saída de bloco ou para o nado limpo durante a prova. Considerando que o desempenho depende de ambos os momentos, a utilização de um modelo híbrido para a PPA seria de grande vantagem prática, o que ainda não observamos na literatura. Com isso, o objetivo do presente estudo é testar a possibilidade de utilização de um modelo híbrido para a PPA. Para isso, 17 nadadores realizarão quatro protocolos de potencialização, seguidos por um desempenho máximo de 50m. No primeiro protocolo os participantes realizarão um aquecimento padrão, sem PPA (situação controle). No segundo protocolo, os nadadores serão submetidos a exercícios de "avanço". No terceiro, eles realizarão esforços na barra fixa e saltos sobre o caixote. Finalmente, no quarto protocolo, os nadadores serão submetidos ao protocolo híbrido, que será constituído pelos exercícios tanto do segundo como do terceiro protocolo. Um intervalo de 24h será respeitado entre cada protocolo. Além do desempenho, o presente projeto irá determinar as respostas neuromusculares induzidas pelos diferentes protocolos. Para isso, será utilizada a técnica de Twitch Interpolation¸ a qual permite a determinação do nível de ativação voluntária muscular. Além disso, os parâmetros mecânicos de nado serão determinados durante o desempenho. Confirmada a normalidade dos dados, as respostas observadas nos diferentes protocolos serão comparadas por meio da análise de variância para medidas repetidas, seguida do post-hoc de Tukey (p<0,05).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ARRUDA, Tarine Botta de. Proposta de um modelo híbrido de potencialização pós-ativação para melhora do desempenho de nadadores velocistas. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.