Busca avançada
Ano de início
Entree

"caracterização do papel de Linfócitos T CD8+ na infecção por Zika Vírus"

Processo: 16/07371-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Jean Pierre Schatzmann Peron
Beneficiário:Nagela Ghabdan Zanluqui
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/18703-2 - O papel do eixo triptofano - Kinureninas na regulação da resposta imune através de receptores de glutamato tipo NMDA na encefalomielite experimental auto-imune e na lesão por isquemia e reperfusão cerebral, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):19/12431-2 - Células T CD8 reguladoras: amigas ou inimigas nas vias de infecção, BE.EP.DR
Assunto(s):Linfócitos

Resumo

Os linfócitos T CD8+ têm funções cruciais no controle da infecção por alguns vírus neurotrópicos através de mecanismos dependentes de perforina e granzimas, Fas-FasL, ou da produção de citocinas antivirais tais como, IFN-³ ou TNF-±. A granzima B induz apoptose e fragmentação de DNA em células alvo. As células T CD8+ participam da erradicação de células infectadas pelo vírus do Nilo Ocidental, enquanto que, camundongos atímicos apresentam susceptibilidade à infecção pelo vírus da encefalite japonesa, a qual pode ser revertida pela transferência adoptiva de linfócitos citolíticos. Em reinfecção pelo vírus da dengue, as células T CD8+ podem promover reação cruzada de memória da infecção primária, resultando em altos índices de degranulação, produção de citocinas e atividade citolítica alterada. E assim, contribuindo para o agravamento da doença e desenvolvimento da febre hemorrágica. O Zika vírus (ZIKV), bem como o vírus da dengue e da febre amarela são flavivírus bem conhecidos como patógenos humanos, portanto, sendo de grande importância para a saúde pública. Segundo a OMS, os primeiros casos de infecção por ZIKV no Brasil em 2015 foi associado ao aumento dos casos de microcefalia. A despeito do conhecido de parte das ações do sistema imunológico sobre infecções por certos flavivírus, pouco se sabe sobre a patogênese da infecção por ZIKV. Sendo assim, este projeto visa elucidar o papel das células T CD8+ em infecções por este vírus em modelo murino, e assim, auxiliar no entendimento da patogênese da doença causada pelo ZIKV.