Busca avançada
Ano de início
Entree

De Dakar para São Paulo: a emergência de novas redes migratórias e comerciais

Processo: 16/09319-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Urbana
Pesquisador responsável:Vera da Silva Telles
Beneficiário:Regis Bernard Minvielle
Supervisor no Exterior: Aly Tandian
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Gaston Berger de Saint-Louis, Senegal  
Vinculado à bolsa:15/09192-5 - O comércio ambulante na Cidade de São Paulo: mundialização por baixo e conflitos urbanos, BP.PD
Assunto(s):Migração humana   Globalização   Etnografia   Economia informal

Resumo

O fim da Era Fordista transformou a face do fenômeno migratório e as políticas que o acompanhavam. Tais migrações estão agora caracterizadas por peculiaridades relacionais com os mercados de trabalho estabelecidos entre os pontos de partida e de chegada. Quer se trate de novos reagrupamentos familiares, quer se trate de refugiados, aventureiros, migrantes clandestinos, comerciantes etc, os movimentos de mercado realizados por eles escapam à lógica do chamado grande capital e do quadro institucional dos Estados em causa. O objeto de estudo do meu pós-doutorado é refletir e discutir sobre essas novas figuras que impulsionam a economia informal global entre o Brasil e a África, sobretudo Senegal. A primeira fase do meu trabalho reflete sobre a inserção de senegaleses no mercado de vendedores ambulantes do centro de São Paulo. Algumas mercadorias comercializadas, tais como os tecidos ou mechas e extensões de cabelo vêm diretamente da África, através de viagens regulares feitas pelos migrantes.Com suas diversas oportunidades, esta nova rota de comércio pode se constituir como um verdadeiro acelerador da migração africana no Brasil, favorecendo o seu fortalecimento. Ao mesmo tempo, a movimentação dos migrantes neste campo mercadológico garante a consolidação deste novo nicho econômico. A fim de compreender essa superposição de redes comerciais e redes de imigração, a segunda fase de nossa pesquisa é dedicada à observação dos locais de origem das mercadorias; locais onde são tecidas a circulação transcontinental de pessoas e de bens. Nosso objetivo é investigar os quadros sociais do espaço de mercado e do espaço migratório no âmbito senegalês, ou seja, investigar como tem ocorrido a formação de um ethos de migração especializado no comércio transnacional que promove a compra, o transporte e a revenda de pelos mesmos migrantes e de forma circular. Inscrevemos nossa pesquisa numa perspectiva transnacional e ressituamos o nosso trabalho sobre as modalidades de inserções socioeconómicos dos senegaleses migrantes de São Paulo refletindo sobre as estruturas da sociedade-origem de seu processo migratório. Articulando esses diferentes territórios, inscritos ao mesmo tempo em rotas individuais e dentro de uma história coletiva desenvolvida em Senegal, nosso estágio no exterior se constitui como um exercício essencial para a plena compreensão do fenômeno migratório evocado em nossa pesquisa. (AU)