Busca avançada
Ano de início
Entree

A língua, o corpo e a Voz do Povo: uma análise dos discursos da mídia sobre a fala pública eleitoral de Lula

Processo: 16/04024-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 12 de setembro de 2016
Vigência (Término): 11 de março de 2017
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Carlos Félix Piovezani Filho
Beneficiário:Carlos Félix Piovezani Filho
Anfitrião: Georges Vigarello
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), França  
Assunto(s):Voz   Análise do discurso   Governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010)

Resumo

O projeto pretende analisar discursos sobre a fala e a voz de Luiz Inácio Lula da Silva produzidos e/ou veiculados pela mídia brasileira contemporânea e materializados em textos de jornais e revistas de circulação nacional. Com base na Análise do discurso derivada de Michel Pêcheux e em contribuições de Michel Foucault, buscaremos identificar o que se diz sobre a fala e a voz de Lula e como são formulados os enunciados a seu respeito, durante suas campanhas eleitorais. Mais precisamente, nosso propósito é o de responder a questões como as seguintes: o que e como a mídia brasileira falou dos pronunciamentos e da voz de Lula, nas cinco campanhas eleitorais em que ele foi um dos candidatos? Quais são e de quais campos provêm os enunciados retomados, reformulados e apagados, quando a mídia trata da qualidade, das características e das transformações das falas e da voz de Lula? Ocorrem ou não referências mais ou menos especializadas aos traços segmentais e suprassegmentais, às modulações prosódicas de melodia e dinâmica e ainda ao timbre de sua voz nessas avaliações sobre seu desempenho oratório? Quais são as estratégias retóricas e as qualidades linguísticas do candidato mencionadas por especialistas e não especialistas em textos midiáticos? Há variações no tratamento dispensado à fala e à voz de Lula, na medida em que elas são descritas por colunistas e articulistas considerados progressistas ou conservadores? No intuito de formularmos respostas a essas questões, analisaremos uma série de textos dos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo e das revistas Veja e Carta Capital, publicados entre os anos de 1989 e 2006. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)