Busca avançada
Ano de início
Entree

A nova geração camponesa nos assentamentos do Pontal do Paranapanema: as estratégias de resistência do campesinato para a reprodução socioterritorial

Processo: 16/06830-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Feliciano
Beneficiário:Ana Lúcia Teixeira Tabuti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/23959-9 - Mapeamento e análise do território do agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema - São Paulo - Brasil: relações de trabalho, conflitos e formas de uso da terra e da água, e a saúde ambiental, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Geografia agrária   Trabalho   Território

Resumo

Temos como proposta de estudo compreender através dos conceitos de trabalho, território, geração, juventude rural e reprodução socioterritorial como os camponeses, denominados de "agregados" pelo Estado e "família extensa" pelos pesquisadores, se organizam para garantir a permanência da família no lote, tomando como elemento basilar as reflexões acerca dos conflitos e negociações dentro da propriedade familiar com os titulares (familiares), para verificarmos quais estratégias estes sujeitos utilizam para garantir a permanência da família no território, e assim dar continuidade ao processo de reprodução socioterritorial do campesinato. Esta pesquisa seguirá no sentido de entender a permanência destes sujeitos na unidade. O recorte territorial escolhido para o trabalho será dois assentamentos localizados na região do Pontal do Paranapanema, sendo eles: Nova Conquista e Porto Maria, o primeiro localizado no município de Rancharia/SP e o segundo em Rosana/SP. Esta região é conhecida pelo número significativo de assentamentos e também pelos conflitos que deram origem a estes territórios. As metodologias utilizadas serão: pesquisa documental, entrevista e cartografia social. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TABUTI, Ana Lúcia Teixeira. Construindo uma nova geração camponesa : estratégias de resistência e reprodução socioterritorial do campesinato em assentamentos rurais do Pontal do Paranapanema. 2019. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Tecnologia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.