Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel de DAMPs liberados no fenômeno de lise tumoral na modulação da proliferação e apoptose de células leucêmicas mielóides

Processo: 16/06908-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Welbert de Oliveira Pereira
Beneficiário:Évelyn Helena Ascendino da Mata
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Leucemia mieloide aguda   Síndrome de lise tumoral   Apoptose   Receptores toll-like   Proliferação celular

Resumo

A leucemia mielóide aguda (LMA) é caracterizada por uma proliferação descontrolada de progenitores hematopoiéticos mielóides, levando ao comprometimento da hematopoese e à disfunção de diferentes órgãos. Os quimioterápicos induzem uma maciça morte celular por necrose, levando à liberação de Padrões Moleculares Associados ao Dano (DAMPs). Estas moléculas são conhecidas por serem capazes de estimular receptores do tipo toll (TLRs) e modular a proliferação celular, ativação e a resistência a apoptose de células do sistema imune. O projeto parte da hipótese de que o fenômeno de lise tumoral, frequente na LMA, constitui fonte de DAMPs que potencialmente estimulam os TLRs das células leucêmicas não lisadas, podendo interferir com o desenvolvimento da neoplasia. Para este estudo, serão utilizadas linhagens celulares derivadas de pacientes LMA, as quais serão submetidas a um modelo de lise tumoral in vitro. Após a interação de células necróticas com células leucêmicas viáveis, serão estudadas a ativação dos TLR e das vias de sinalização downstream, bem como o impacto desta cascata na regulação da proliferação e resistência a apoptose das células. (AU)