Busca avançada
Ano de início
Entree

Aparência e sensibilidades: indumentária em São Paulo e Mariana (1693 - 1755)

Processo: 16/09001-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 18 de setembro de 2016
Vigência (Término): 17 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Leila Mezan Algranti
Beneficiário:Luciana da Silva
Supervisor no Exterior: Maximo Garcia Fernandez
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Valladolid (UVa), Espanha  
Vinculado à bolsa:14/23498-7 - Aparência e sensibilidades: a indumentária em São Paulo e Mariana (1693 - 1755), BP.DR
Assunto(s):Cultura material   Período Colonial (1500-1822)

Resumo

O projeto que se apresenta tem por finalidade a realização de um estágio de pesquisa com dois lugares de estadia: Espanha (Valladolid e Madrid - 2 meses) e Portugal (Lisboa - 4 meses). O objetivo geral seria a complementação da pesquisa de doutorado em andamento no Brasil, intitulada "Aparência e sensibilidades: indumentária em São Paulo e Mariana (1693 - 1755)" - Processo Fapesp no 2014/ 23498-7, que se dedica ao estudo de algumas facetas das dinâmicas sociais e culturais, que se passavam nos espaços de São Paulo e Mariana entre o final do século XVII e a primeira metade do XVIII. Em um período de grande dinamização econômica e enriquecimento proporcionado pela extração aurífera e pelo crescimento das atividades comerciais, com o surgimento de novas vilas e o incremento de segmentos sociais em ascensão, a aparência, de maneira geral, e em particular o vestuário, tinham reforçadas as suas funções na distinção de sujeitos e grupos sociais. Nossa intenção é compreender o papel desses artefatos em meio a esse conjunto de transformações, capturando sua importância social para averiguarmos a possibilidade de afirmá-los como instrumento de manutenção ou aquisição de prestigio. As fontes mobilizadas para tanto consistem no conjunto das Leis Pragmáticas, publicadas entre os séculos XVII e XVIII, nos inventários e testamentos produzidos em ambas regiões, bem como relatos e memórias de viajantes que estiveram nessas localidades ao longo do século XVIII.Nesse período de seis meses avançaremos com a pesquisa de doutorado por meio da exploração do potencial dos acervos bibliográficos, documentais e museológicos presentes nesses países. A bibliografia que buscaremos acessar esta relacionada aos temas da cultura material, indumentária, aparência e cotidiano. As fontes documentais que serão pesquisadas trazem informações sobre a circulação de artefatos têxteis por meio do comércio e sobre os ofícios mecânicos relacionados à aparência, em especial os alfaiates, de maneira que possamos pensar sobre questões relativas a produção, circulação e acesso a esses artefatos no Reino e também na América portuguesa. As exposições museológicas possibilitarão o contato com artefatos têxteis produzidos entre os séculos XVII e XVIII. Essa observação direta proporcionará a pesquisa novos olhares e questões no tratamento das fontes escritas. Ademais, acompanharemos as discussões e o desenvolvimento de parte da pesquisa intitulada "Civilización, juventud y cultura material e inmaterial. Familia e identidad social. Demandas y apariencias en la Castilla interior. 1500-1850", como forma de se produzir um diálogo com os pesquisadores que beneficie aos estudos realizados no âmbito do doutoramento, através do contato com novas perspectivas e metodologias de trabalho. A referida pesquisa conta com a colaboração da orientadora Profa. Dra. Leila Mezan Algranti, da supervisora Isabel Cristina dos Guimarães Sanches e Sá, bem como com a coordenação do Prof. Dr. Máximo García Fernández, no Instituto de Historia Simancas.