Busca avançada
Ano de início
Entree

Endocervicite clamidiana em mulheres em idade reprodutiva: aspectos da imunidade inata

Processo: 16/05755-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Márcia Guimarães da Silva
Beneficiário:Larissa Brito Bastos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Citocinas   Chlamydia trachomatis

Resumo

Introdução: Chlamydia trachomatis é um dos agentes sexualmente transmissíveis mais comuns no mundo e, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, acomete mais de 90 milhões de pessoas por ano. A infecção por C. trachomatis em mulheres tem como manifestação mais comum a cervicite mucopurulenta, sendo na maioria das vezes assintomática. O desenvolvimento das cervicites depende de muitos fatores tais como atividade do sistema imune, virulência dos micro-organismos e produção de fatores que inibem o crescimento dos patógenos associados a essas infecções. Nesse cenário, além da produção de citocinas da resposta imune inata como Interleucina (IL)-1², IL-6 e Fator de Necrose Tumoral (TNF-±), temos a produção de antimicrobianos naturais como as ² defensinas humanas (HBDs), que apresentam atividade antibacteriana e podem ter papel importante na resposta imune do hospedeiro. Objetivo: Determinar os níveis de HBD-1, HBD-2, HBD-3, HBD-4 e de IL-1 ², IL-10 e Fator de TNF- ± no conteúdo cérvico-vaginal de mulheres com endocervicite clamidiana.Pacientes e Métodos: Trata-se de um estudo ambispectivo no qual serão incluídas 80 mulheres que participaram da Campanha "Cuidando da Saúde Íntima da Mulher" realizada em 2012. Durante o exame especular, foi coletado conteúdo vaginal para análise do padrão de microbiota vaginal seguindo os critérios de Nugent et al. (1991) e Donders et al. (2002). A seguir, a secreção cervical foi coletada com cytobrush para pesquisa de C. trachomatis pela Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Finalmente, o lavado cérvico-vaginal foi coletado para determinar os níveis de HBD-1, HBD-2, HBD-3 e HBD-4 e de IL-1², IL-10 e TNF-± pela técnica de ELISA. O grupo estudo será constituído por 40 mulheres com diagnóstico de cervicite por C. trachomatis e flora vaginal normal e o grupo controle por 40 mulheres com ausência de cervicite por C. trachomatis e flora vaginal normal. Todas as mulheres apresentaram no momento da inclusão idade entre 18 e 50 anos e atenderam aos seguintes critérios de elegibilidade: não-gestante, não-menopausada, HIV negativas, sem infecção urinária, ausência de tratamento de infecções do trato genital inferior no período de 30 dias e no mínimo 72 horas de abstinência sexual. A análise estatística, bem como a escolha dos testes de comparação entre as variáveis de interesse nesse estudo serão executados respeitando os pressupostos determinados pelos resultados. Para todos os testes utilizados será adotado o nível de significância de 5%.