Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de protótipo antifúngico nanoestruturado lipídico contra biofilmes de Paracoccidioides brasiliensis e Paracoccidioides lutzii e avaliação da toxicidade em modelo animal zebrafish

Processo: 16/05581-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Ana Marisa Fusco Almeida
Beneficiário:Giovana Garcia Ferin
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Paracoccidioides lutzii   Paracoccidioides brasiliensis   Biofilmes   Peixe-zebra   Modelos animais   Micologia

Resumo

Paracoccidioides spp é um importante patógeno humano que causa a paracoccidioidomicose (PCM), uma micose sistêmica com ampla distribuição na América Latina, sendo um problema de saúde pública. Recentemente nosso grupo relatou a capacidade de isolados de Paracoccidioides brasiliensis e P. lutzii de formarem biofilmes in vitro e verificou aumento significativo da expressão de genes envolvidos na virulência do fungo em formato biofilme. Baseado nas recentes descobertas, para um melhor entendimento da patogênese da paracoccidioidomicose, bem como na utilização de novas abordagens terapêuticas, este estudo tem como objetivo o desenvolvimento de novos protótipos antifúngicos contra o P. brasiliensis, P. lutzii e seus biofilmes através da associação de uma molécula de T-chalcona em sistema nanoestruturado lipídico, além do estudo da citotoxicidade in vitro a partir de linhagens celulares humanas e in vivo toxicidade em modelo animal alternativo Zebrafish. Serão utilizados isolados das espécies filogenéticas P. brasiliensis e P. lutzii, no desenvolvimento de ensaios para a avaliação da atividade antifúngica dos compostos de T-chalcona e T-chalcona incorporada em sistema nanoestruturado lipídico contra as formas planctônicas e biofilmes, através da técnica de microdiluição, tendo como controle de tratamento, anfotericina B e intraconazol. A atividade antifúngica será determinada também por ensaios para verificação dos danos nos biofilmes através microscopia eletrônica de varredura. A atividade metabólica dos biofilmes será avaliada pelo ensaio de redução do XTT, dos biofilmes tratados e não tratados. Por fim será avaliada a toxicidade in vivo em embriões de Zebrafish com o intuito de observar alterações morfológicas (análise teratogênica) e determinar a concentração que leva à morte de 50% dos embriões (DL50) (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MEDINA-ALARCON, KAILA P.; SINGULANI, JUNYA DE L.; DUTRA, LUIZ A.; PITANGUI, NAYLA DE S.; PEREIRA-DA-SILVA, MARCELO A.; DOS SANTOS, MARIANA B.; AYUSSO, GABRIELA M.; REGASINI, LUIS O.; SOARES, CHRISTIANE P.; CHORILLI, MARLUS; MENDES-GIANNINI, MARIA JS; FUSCO-ALMEIDA, ANA M. Antifungal activity of 2 `-hydroxychalcone loaded in nanoemulsion against Paracoccidioides spp.. FUTURE MICROBIOLOGY, v. 15, n. 1, p. 21-33, JAN 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.