Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise biomecânica de prótese implantossuportada: efeito das conexões internas

Processo: 16/06822-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Joel Ferreira Santiago Junior
Beneficiário:Izaldi Teixeira Pereira
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Biomecânica   Método dos elementos finitos   Osso e ossos   Prótese dentária   Estresse mecânico   Implantes dentários

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar a distribuição de tensões em implantes com diferentes tipos de conexões: Hexágono externo (HE), Hexágono Interno (HI), Cone-Morse (CM) em tecido ósseo de baixa densidade (tipo IV), assim como variando-se o diâmetro do implante. Portanto, seis modelos (M1-6) tridimensionais representando uma prótese implantossuportada na região de molar inferior serão modelados por meio da metodologia de elementos finitos 3D (MEF-3D): Implante HE, HI e CM de 4 x 10 mm (M1-M3); Implante HE,HI e CM de 5 x 10 mm (M4-M6). A simulação computacional será executada a partir de software de recomposição de tomografias InVesalius(tecido ósseo) e softwares CADs: Rhinoceros5.0 e SolidWorks 2015 (implante dentário). Em uma outra etapa, os modelos serão exportados para o programa de elementos finitos FEMAP 11.0 para confecção das malhas, condições de restrição, contatos e carregamento axial (0º de 200N) e oblíquo (45º de 100N). Os modelos serão analisados pelo software NeiNastram e importados no software FEMAP para visualização dos resultados em forma de mapas de tensões para análise qualitativa e, posteriormente, análise quantitativa (p<0.05). Os principais resultados serão analisados por meio de mapas de tensões de vonMises (MPa), Microdeformação do tecido ósseo (¼m) e tensão máxima principal (MPa) e interpretados a fim de se estabelecer um protocolo de indicação do melhor tipo de conexão de implante para tecido ósseo de baixa densidade.