Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e caracterização de nanocápsulas de indocianina verde para aplicação em nanomedicina associada terapia fotodinâmica

Processo: 16/11890-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física
Pesquisador responsável:Juliana Cancino Bernardi
Beneficiário:Gabriela Mayr Reyes
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Verde de indocianina   Terapia fotodinâmica

Resumo

O desenvolvimento de sistemas nanoestruturados para carrear insumos ativos tem se mostrado importante ferramenta para resolver problemas como a crescente resistência aos antibióticos que muitos microorganismos vêm apresentando. A vantagem na utilização de sistemas nanocarreadores deve-se ao aumento da permeabilidade e do efeito de retenção do insumo ativo no sistema alvo. Por isso, atenção especial tem sido dada para nanomateriais multifuncionais e/ou teranósticos. Recentemente, há um grande interesse na combinação de nanomateriais e terapia fotodinâmica, uma técnica baseada na interação da luz com uma substância fotoativa para causar dano oxidativo a células, que tem se destacado como uma interessante alternativa para o tratamento de diversas doenças. Nesse cenário, este projeto de iniciação científica tem como motivação o desenvolvimento de nanocápsulas de indocianina verde e sua aplicação na terapia fotodinâmica. O fotossensibilizador indocianina verde (nano-ICV) será nanoencapsulado com polímeros poli-ácido lático (PLA) ou poli (ácido lático-co-ácido glicólico) (PLGA), seguido da conjugação com proteína para conferir maior seletividade na liberação. As nanocápsulas serão caracterizadas por técnicas espectroscópicas, microscópicas e quanto a cinética de liberação. Serão realizados testes de toxicidade do nano-ICV em cultura de células in vitro de mamíferos com a finalidade de assegurar sua utilização em terapia. Para a avaliação da especificidade e eficiência do encapsulamento serão realizados testes in vitro incubando a nano-ICV na cultura de bactéria Streptococcus pneumoniae para posterior terapia fotodinâmica. Espera-se que a combinação entre nanocápsula e terapia fotodinâmica aumente significativamente a eficácia do tratamento e a biodisponibilidade no sistema biológico devido à permeabilidade aumentada e o efeito de retenção que os nanomateriais possuem.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.