Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos do papel do peróxido de hidrogênio como oxidante de etanol na atmosfera e em águas superficiais

Processo: 16/07534-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Maria Lúcia Arruda de Moura Campos
Beneficiário:Caroline Scaramboni
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Peróxido de hidrogênio   Química ambiental   Água de chuva   Águas de superfície   Etanol   Carbono orgânico dissolvido

Resumo

O elevado uso de etanol combustível no Brasil leva a uma atmosfera particularmente rica em álcoois e aldeídos, principalmente em grandes centros urbanos. Com a perspectiva de produção de etanol de segunda geração, as emissões automotivas ligadas ao uso desse combustível deverão aumentar, impactando a capacidade oxidativa da atmosfera e a saúde pública. Acetaldeído e formaldeído têm grande relevância na saúde humana, e a participação do peróxido de hidrogênio na oxidação de álcoois, com consequente produção desses compostos e ácidos orgânicos, ainda é pouco conhecida. Os processos de emissão e transformação que ocorrem na baixa troposfera podem ser investigados via deposição úmida, pois este é um importante mecanismo de remoção de gases e material particulado desse compartimento. Tal fato é evidenciado pelas concentrações particularmente elevadas de carbono orgânico dissolvido e compostos orgânicos oxigenados na água de chuva do Brasil, resultantes da intensa queima de biomassa e elevado uso de etanol combustível no país. Pouco se conhece sobre a participação do peróxido de hidrogênio nos processos fotoquímicos de formação ou perda de etanol e acetaldeído, tanto na atmosfera como em águas superficiais. Tampouco se conhece como os ambientes aquáticos atuam na perda ou produção de espécies oxigenadas para a atmosfera. Esse projeto tem como objetivo central investigar o papel do peróxido de hidrogênio como oxidante tanto na atmosfera como em águas superficiais a fim de avaliar fontes e sumidouros de espécies orgânicas como etanol e acetaldeído. Neste estudo serão coletadas amostras da fase gasosa, água de chuva e água superficial na cidade de Ribeirão Preto -uma cidade tipicamente canavieira- e na cidade de São Paulo, cujo ambiente urbano é altamente impactado pelas emissões automotivas. Espera-se assim contribuir para melhor compreender o possível impacto direto ou indireto à saúde humana causado pela produção e uso de etanol combustível no Brasil.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SCARAMBONI, C.; CRISPIM, C. P.; TOLEDO, JR., J. C.; CAMPOS, M. L. A. M. Investigating hydrogen peroxide in rainwater of a typical midsized city in tropical Brazil using a novel application of a fluorometric method. Atmospheric Environment, v. 176, p. 201-208, MAR 2018. Citações Web of Science: 4.
GIUBBINA, FERNANDA F.; SCARAMBONI, CAROLINE; DE MARTINIS, BRUNO S.; GODOY-SILVA, DANIELY; NOGUEIRA, RAQUEL F. P.; CAMPOS, M. LUCIA A. M. A simple method for simultaneous determination of acetaldehyde, acetone, methanol, and ethanol in the atmosphere and natural waters. ANALYTICAL METHODS, v. 9, n. 19, p. 2915-2922, MAY 21 2017. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SCARAMBONI, Caroline. Aspectos do papel do peróxido de hidrogênio como oxidante na atmosfera no contexto das atuais políticas públicas de emissões veiculares. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.