Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação preliminar dos óleos essenciais de Petroselinum crispum e Daucus carota (Apiaeceae) como repelentes contra o mosquito Aedes aegypti

Processo: 16/12748-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Wagner Vilegas
Beneficiário:Marina Marconi dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB-CLP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Fitoquímica   Óleos essenciais   Repelentes de insetos   Daucus carota   Petroselinum   Aedes aegypti   Olfatômetro   Bioensaio   Cromatografia gasosa-espectrometria de massas

Resumo

Os vírus Zika, da Dengue e Chikungunya são transmitidos principalmente pelo mosquito da espécie Aedes aegypti. Essas doenças tem gerado grandes preocupações nas instituições públicas de saúde por atingirem uma grande parcela da população brasileira. Além disso, o mosquito A. aegypti ocupa uma vasta região no globo, principalmente no continente Sul-Americano. Portanto, iniciativas que visam controlar a incidência de picadas do mosquito com matérias-primas economicamente viáveis e fáceis de encontrar são essenciais no momento atual. Pensando nisso, o presente projeto pretende testar a ação repelente dos óleos essenciais das folhas, raízes e sementes da cenoura (Daucus carota) e salsinha (Petroselinum crispum), usando, primeiramente o olfatômetro, seguido do teste arm in a cage, com a intenção de trazer novos produtos de origem natural viáveis para a produção repelentes seguros contra o mosquito. Antes dos ensaios biológicos serão traçados os perfis químicos dos óleos essenciais através da técnica de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas.