Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial de sistemas lipídicos nanoestruturados para a incorporação de complexos de prata(I) aplicáveis no estudo frente ao Mycobacterium Tuberculosis

Processo: 16/10449-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Patrícia Bento da Silva
Beneficiário:Rachel Temperani Amaral Machado
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Mycobacterium tuberculosis   Tuberculose

Resumo

A tuberculose, principal causa de morte por doenças infecciosas curáveis, continua crescendo em números absolutos e está mais presente hoje do que em qualquer outra fase da humanidade. Nenhum fármaco específico contra esta doença foi desenvolvido desde 1960 e o surgimento de casos de TB multi-droga-resistente faz com que o tratamento atual seja ineficaz. O íon Ag(I) possui uma tendência para formar complexos com outras moléculas, originando compostos de coordenação com diversas ações, dentre elas antimicrobianas. Sistemas lipídicos nanoestruturados, como as microemulsões (MEs), vêm se destacando no campo das ciências farmacêuticas em razão de melhorarem a solubilidade e estabilidade dos fármacos, além de proporcionarem ação prolongada e poderem veicular substâncias com diferentes graus de hidrofilia/lipofilia. Este trabalho tem como objetivos desenvolver e caracterizar MEs contendo compostos de coordenação de prata(I) e realizar ensaios biológicos in vitro frente ao Mycobacterium tuberculosis. Complexos de Ag(I) foram desenvolvidos e caracterizados por Segura et al. (2014), apresentando bons resultados frente ao M. tuberculosis, entretanto, tais compostos apresentaram alta citotoxicidade e baixa seletividade, o que inviabilizou os demais ensaios de screening; tais compostos serão neste projeto incorporados em sistemas lipídicos nanoestruturados, os quais serão caracterizados por dispersão de luz dinâmica, microscopia de luz polarizada e potencial zeta. Quanto aos ensaios biológicos in vitro, será determinada a concentração inibitória mínima (CIM) frente ao M. tuberculosis H37Rv, a citotoxicidade (IC50) frente às linhagens celulares J774A.1 (ATCC® TIB-67), células epiteliais VERO (ATCC® CC-L81) e MRC-5 (ATCC® CCL-171) e a avaliação da toxicidade aguda utilizando o método alternativo de Artemia salina L. Espera-se, assim, obter um sistema em nível nanoestrutural que possa otimizar o estudo de complexos de Ag(I) frente ao M. tuberculosis.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, PATRICIA BENTO; AMARAL MACHADO, RACHEL TEMPERANI; PIRONI, ANDRESSA MARIA; ALVES, RENATA CAROLINA; DE ARAUJO, PATRICIA ROCHA; DRAGALZEW, AMANDA CUTRIM; DALBERTO, INGRID; CHORILLI, MARLUS. Recent Advances in the Use of Metallic Nanoparticles with Antitumoral Action - Review. Current Medicinal Chemistry, v. 26, n. 12, p. 2108-2146, 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.