Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilização de proteínas recombinantes do vírus Zika no desenvolvimento de métodos de diagnóstico e aplicações vacinais

Processo: 16/05570-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luis Carlos de Souza Ferreira
Beneficiário:Lennon Ramos Pereira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/18205-4 - Identificação e caracterização de peptídeos capazes de interferir com os mecanismos de infecção dos vírus dengue e zika., BE.EP.DR
Assunto(s):Vírus Zika   Proteínas recombinantes   Vacinas   Antígenos   Desenvolvimento de vacinas   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

O vírus Zika (ZIKV) pertence à família Flavividae, gênero Flavivirus, apresentando parentesco com outros vírus emergentes como o vírus dengue (DENV) e vírus da febre amarela (YFV), sendo também transmitido a humanos por picadas de mosquitos do gênero Aedes. A infecção por ZIKV apresenta caráter agudo e autolimitado, entretanto, manifestações graves como a Síndrome de Guillain-Barrée e a possível correlação com o desenvolvimento de microcefalia realçam a importância desta arbovirose, motivo de preocupação mundial na atualidade. Ainda não existem tratamentos efetivos ou vacinas disponíveis para a população, bem como métodos de sorodiagnóstico específico para esta infecção. Neste sentido, a busca de antígenos que apresentem baixa homologia com outros flavivirus e, portanto, permitam o desenvolvimento de testes sorológicos específicos, e que sejam potenciais antígenos vacinais é uma prioridade. Desta forma, o presente projeto tem por objetivo obter formas recombinantes de porções da proteína do envelope (E) e da proteína não estrutural 1 (NS1) do ZIKV que apresentem baixa homologia com outros flavivírus. Uma vez obtidas, essas proteínas serão empregadas no desenvolvimento de ensaios sorológicos específicos e formulações vacinais capazes de desencadear imunidade protetora contra o vírus. Para isso, o domínio III da proteína E e um fragmento da proteína NS1 (”Delta-NS1) do ZIKV serão expressos em sistema procarioto e purificados por técnica de cromatografia de afinidade. Os antígenos recombinantes serão utilizados para padronização de ensaios de sorodiagnóstico (ELISA, Western blot e imunofluorescência) discriminatórios para o ZIKV, sendo utilizados soros hiperimunes específicos para outros flavivirus (incluindo DENV e YFV) como controles de reatividade cruzada. Os antígenos citados também serão avaliados quanto ao seu potencial vacinal, os quais serão utilizados na composição de formulações a serem testadas em modelo murino, sendo avaliadas a magnitude e a funcionalidade das respostas imunológicas desencadeadas, bem como a capacidade protetora das mesmas frente ao desafio com cepa do vírus Zika em modelo murino. Assim, espera-se que o conhecimento gerado a partir desse trabalho possa contribuir para o desenvolvimento de diferentes métodos de sorodiagnóstico específico e estratégias vacinais eficazes contra o ZIKV. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANDREATA-SANTOS, ROBERT; DOS SANTOS ALVES, RUBENS PRINCE; PEREIRA, SARA ARAUJO; PEREIRA, LENNON RAMOS; DE FREITAS, CARLA LONGO; PEREIRA, SAMUEL SANTOS; VENCESLAU-CARVALHO, ALEXIA ADRIANNE; CASTRO-AMARANTE, MARIA FERNANDA; PINHO FAVARO, MARIANNA TEIXEIRA; MATHIAS-SANTOS, CAMILA; AMORIM, JAIME HENRIQUE; DE SOUZA FERREIRA, LUIS CARLOS. Transcutaneous Administration of Dengue Vaccines. Viruses-Basel, v. 12, n. 5 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.