Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensibilidade ao 3-bromopiruvato e sua relação com a expressão do transportador de monocarboxilato 1 (MCT1), em culturas primárias de melanoma

Processo: 16/13021-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Céline Marques Pinheiro
Beneficiário:Larissa Vedovato Vilela de Salis
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/25351-6 - O MCT1 como alvo terapêutico e mediador de resposta no tratamento de melanomas, AP.JP
Assunto(s):Melanoma   Transportadores de ácidos monocarboxílicos   Metabolismo celular   Mutação

Resumo

No contexto da reprogramação metabólica das células tumorais (efeito de Warburg), várias proteínas apresentam a sua expressão aumentada, incluindo os transportadores de monocarboxilatos (MCTs). Recentemente, o MCT1 foi identificado como o principal determinante para a sensibilidade ao 3-bromopiruvato (3-BP), um dos mais promissores inibidores do metabolismo glicolítico. O melanoma é a forma mais agressiva de câncer de pele e estudos demonstram que mutações no gene BRAF estão associadas a um aumento no risco de mortalidade em pacientes com melanomas. Importante, mutações em BRAF induzem o efeito de Warburg, sendo que esta reprogramação do metabolismo energético tem sido apontada como uma possível estratégia para o tratamento de melanomas. Neste projeto de IC, pretende-se avaliar o papel do MCT1 como mediador da resposta ao tratamento com 3-BP como agente antineoplásico para o tratamento de melanomas. Para tal, a sensibilidade de culturas primárias de melanoma ao 3-BP será avaliada e associada ao perfil metabólico das células, em especial à expressão de MCT1. O perfil metabólico das culturas primárias será também associado a mutações comuns em melanomas. (AU)