Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da paisagem e a interação entre mamíferos e hantavírus na Mata Atlântica

Processo: 15/17739-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 01 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Milton Cezar Ribeiro
Beneficiário:Renata de Lara Muylaert
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/21816-0 - Dinâmica espaço-temporal da Hantavirose em um país em rápida mudança, BE.EP.DR
Assunto(s):Hantavirus   Saúde pública

Resumo

Nos últimos anos diversas doenças tropicais têm emergido em resposta a múltiplos fatores, tanto ambientais quanto socioeconômicos. Há evidências de que a perda de florestas nativas e ações antrópicas levam a defaunação e substituição de espécies, o que pode influenciar interações tróficas e até surtos de doenças. Com relação às interações tróficas, carnívoros selvagens tendem a ingerir presas provenientes da matriz mais frequentemente em áreas degradadas do que em áreas conservadas. Estas presas frequentemente são pequenos mamíferos, que podem transmitir diferentes tipos de vírus para seres humanos, caracterizando um grave desserviço ambiental. Evidências sugerem que os principais fatores que resultam em surtos de zoonoses são relacionados a aspectos climáticos, aspectos socioeconômicos, estrutura da paisagem e presença de animais reservatórios e de seus predadores. Investigar tais aspectos pode contribuir muito para o planejamento ambiental e prevenção de doenças. O presente projeto busca responder às seguintes perguntas: 1) Como comunidades de roedores e morcegos - grupos relevantes para hantavirose - respondem à estrutura da paisagem? 2) Qual a influência da diversidade e da estrutura da paisagem sobre prevalência viral em morcegos e em roedores? 3) A dieta dos predadores desses reservatórios varia conforme um gradiente de perda de habitat nativo? e 4) Quais são os correlatos ecológicos para hantavirose na Mata Atlântica brasileira? Utilizaremos seis espécies focais relevantes para hantavirose: os roedores Oligoryzomis nigripes, Necromis lasiurus, Akodon montensis e Calomys tener e os morcegos Artibeus planirostris e Desmodus rotundus. Analisaremos os dados compilados da literatura e por nós coletados utilizando uma abordagem de modelos hierárquicos e análise de caminhos. A nossa expectativa é que os efeitos da paisagem influenciem a presença de morcegos, a presença de roedores e a prevalência viral. Com relação à incidência viral, nossas predições são de que áreas com 1) maior predomínio de matrizes agrícolas, 2) mais áreas de contato entre matriz favorável a roedores-reservatórios e vegetação remanescente e 3) maior quantidade de população de risco sejam as que façam as melhores predições de incidências de hantavirose. Os resultados do projeto devem gerar subsídios para políticas ambientais e de saúde, apontando áreas de risco e sua relação com a conservação ambiental.

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MELLO, MARCO A. R.; FELIX, GABRIEL M.; PINHEIRO, RAFAEL B. P.; MUYLAERT, RENATA L.; GEISELMAN, CULLEN; SANTANA, SHARLENE E.; TSCHAPKA, MARCO; LOTFI, NASTARAN; RODRIGUES, FRANCISCO A.; STEVENS, RICHARD D. Insights into the assembly rules of a continent-wide multilayer network. NATURE ECOLOGY & EVOLUTION, v. 3, n. 11, p. 1525-1532, NOV 2019. Citações Web of Science: 0.
MUYLAERT, RENATA L.; SABINO-SANTOS JR, GILBERTO; PRIST, PAULA R.; OSHIMA, JULIA E. F.; NIEBUHR, BERNARDO BRANDAO; SOBRAL-SOUZA, THADEU; DE OLIVEIRA, STEFAN VILGES; BOVENDORP, RICARDO SIQUEIRA; MARSHALL, JONATHAN C.; HAYMAN, DAVID T. S.; RIBEIRO, MILTON CEZAR. Spatiotemporal Dynamics of Hantavirus Cardiopulmonary Syndrome Transmission Risk in Brazil. Viruses-Basel, v. 11, n. 11 NOV 2019. Citações Web of Science: 1.
MUYLAERT, RENATA L.; BOVENDORP, RICARDO SIQUEIRA; SABINO-SANTOS, JR., GILBERTO; PRIST, PAULA R.; MELO, GERUZA LEAL; PRIANTE, CAMILA DE FATIMA; WILKINSON, DAVID A.; RIBEIRO, MILTON CEZAR; HAYMAN, DAVID T. S. Hantavirus host assemblages and human disease in the Atlantic Forest. PLoS Neglected Tropical Diseases, v. 13, n. 8 AUG 2019. Citações Web of Science: 1.
FERRO E SILVA, ANDREIA MANTOVANI; SOBRAL-SOUZA, THADEU; VANCINE, MAURICIO HUMBERTO; MUYLAERT, RENATA LARA; DE ABREU, ANA PAULA; PELLOSO, SANDRA MARISA; DE BARROS CARVALHO, MARIA DALVA; DE ANDRADE, LUCIANO; RIBEIRO, MILTON CEZAR; DE ORNELAS TOLEDO, MAX JEAN. Spatial prediction of risk areas for vector transmission of Trypanosoma cruzi in the State of Parana, southern Brazil. PLoS Neglected Tropical Diseases, v. 12, n. 10 OCT 2018. Citações Web of Science: 1.
MORAES, ANDREIA MAGRO; RUIZ-MIRANDA, CARLOS R.; GALETTI JR, PEDRO M.; NIEBUHR, BERNARDO BRANDAO; ALEXANDRE, BRENDA R.; MUYLAERT, RENATA L.; GRATIVOL, ADRIANA D.; RIBEIRO, JOHN W.; FERREIRA, ARYSTENE N.; RIBEIRO, MILTON CEZAR. Landscape resistance influences effective dispersal of endangered golden lion tamarins within the Atlantic Forest. Biological Conservation, v. 224, p. 178-187, AUG 2018. Citações Web of Science: 13.
FARAH, FABIANO TURINI; MUYLAERT, RENATA DE LARA; RIBEIRO, MILTON CEZAR; RIBEIRO, JOHN WESLEY; DE SA ABILIO MANGUEIRA, JULIA RAQUEL; SOUZA, VINICIUS CASTRO; RODRIGUES, RICARDO RIBEIRO. Integrating plant richness in forest patches can rescue overall biodiversity in human-modified landscapes. FOREST ECOLOGY AND MANAGEMENT, v. 397, p. 78-88, AUG 1 2017. Citações Web of Science: 10.
COSTA, FERNANDA V.; MELLO, MARCO A. R.; BRONSTEIN, JUDITH L.; GUERRA, TADEU J.; MUYLAERT, RENATA L.; LEITE, ALICE C.; NEVES, FREDERICO S. Few Ant Species Play a Central Role Linking Different Plant Resources in a Network in Rupestrian Grasslands. PLoS One, v. 11, n. 12 DEC 2 2016. Citações Web of Science: 13.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MUYLAERT, Renata de Lara. Eco-epidemiologia e dinâmica espaço-temporal da hantavirose com contribuições para geração e uso de dados abertos. 2019. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.