Busca avançada
Ano de início
Entree

Lesões endo-periodontais combinadas: caracterização microbiológica e endotóxica.

Processo: 14/27365-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Brenda Paula Figueiredo de Almeida Gomes
Beneficiário:Rafaela Casadei Chapola
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia   Bolsa periodontal   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Canal radicular   Micro-organismos

Resumo

A polpa dentária e o periodonto são duas estruturas anatomicamente distintas, porém inter-relacionadas funcionalmente, visto que ambas as estruturas têm origem embriológica e formação concomitante. Apesar de existir uma extensa literatura quanto à microbiota associada a lesões periodontais, e a lesões endodônticas separadamente, poucos estudos se dedicaram a investigação dos microrganismos e de seus fatores de virulência, como por exemplo as endotoxinas (LPS) de lesões endo-periodontais (LEP) combinadas. Os objetivos deste estudo serão: a) investigar a presença de microrganismos (Treponema denticola, Treponema socranskii, Gemella morbillorum, Tannerella forsythia, Aggregatibacter actinomycetemcomitans, Porphyromonas endodontalis, Porphyromonas gingivalis, Prevotella intermedia, Prevotella tannerae, Prevotella nigrescens, Fusobacterium nucleatum, Filifactor alocis e Parvimonas micra) em canais radiculares e bolsas periodontais de dentes com necrose pulpar e bolsas periodontais maiores ou iguais a 6 mm, antes e após o preparo químico-mecânico e após o uso de uma medicação intracanal pelo método do Nested PCR e do checkerboard, b) Verificar a suscetibilidade destes microrganismos ao preparo químico-mecânico e ao uso de medicação intracanal por 30 dias através da contagem de unidades formadoras de colônias (UFC); c) Analisar o efeito do preparo químico-mecânico e do uso da medicação intracanal nos microrganismos presentes na bolsa periodontal associada; d) Analisar o efeito do preparo quimico-mecanico e da medicacao intracanal na reduçao dos niveis de endotoxinas do canal radicular e da bolsa periodontal associada; e) Investigar possíveis associações entre as espécies bacterianas detectadas e endotoxinas com os sinais e sintomas clínicos. Para tanto, amostras microbiológicas e de endotoxinas serão coletadas de canais radiculares e bolsas periodontais antes e após o preparo químico-mecânico e após o uso de medicação intracanal; Serão utilizados meio de transporte, cultura e incubação específicos que proporcionarão o crescimento de anaeróbios estritos permitindo, assim, a contagem das UFC. O DNA bacteriano destas amostras será extraído e depois analisado microbiologicamente através do nested PCR e do checkerboard. A análise da quantificação das endotoxinas presentes será feita através de teste turbidimétrico utilizando o reagente LAL (Lisado dos Amebócitos de Limulus). Os dados obtidos serão tabulados e estatisticamente analisados.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CHAPOLA, Rafaela Casadei. Lesões endo-periodontais combinadas : caracterização microbiológica e endotóxica. 2017. Dissertação de Mestrado.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.