Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das ceramidas musculares na função mitocondrial e ação da insulina

Processo: 16/07151-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Doris Hissako Sumida
Beneficiário:Renato Felipe Pereira
Supervisor no Exterior: Scott Andrew Summers
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Utah (U), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/17619-6 - Estudo dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento de resistência à insulina em ratos com lesão periapical, BP.DR
Assunto(s):Diabetes mellitus   Músculo esquelético   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular   Ceramidas   Resistência à insulina   Inflamação   Sistema musculoesquelético

Resumo

Esfingolipídeos circulantes estão associados com resistência à insulina e diabetes tipo 2 em seres humanos. Ceramidas plasmáticas correlacionam-se com a gravidade da resistência à insulina e encontram-se elevadas em crianças, adultos obesos e diabéticos tipo 2. Portanto, se faz relevante explorar a hipótese de que as ceramidas ou esfingolípidos podem alterar a função mitocondrial e preferência de substrato energético. Além disso, esclarecer controvérsias sobre a adaptação do músculo a disponibilidade de nutrientes. Estes estudos poderão identificar novos alvos terapêuticos para o combate da resistência à insulina associado à obesidade. O presente estudo tem como objetivos: 1) determinar o impacto da disfunção genética da serina palmitil transferase e dihidroceramida desaturase para o músculo esquelético e sensibilidade periférica a insulina, flexibilidade metabólica e função mitocondrial. 2) determinar os mecanismos pelos quais ceramidas e seus metabólitos influenciam a função mitocondrial e ação da insulina.