Busca avançada
Ano de início
Entree

A relação entre o capital financeiro e o mercado de terras: o fenômeno mundial do Land Grabbing

Processo: 16/06013-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 07 de novembro de 2016
Vigência (Término): 26 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Samuel Frederico
Beneficiário:Rodrigo Cavalcanti Do Nascimento
Supervisor no Exterior: Peter Lindner
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : Goethe University Frankfurt, Alemanha  
Vinculado à bolsa:15/10471-6 - Capital financeiro e uso agrícola do território brasileiro: a atuação no mercado de terras da empresa BrasilAgro, BP.DR
Assunto(s):Agronegócio   Capital financeiro   Geografia econômica

Resumo

A presente pesquisa deriva do projeto FAPESP Nº 2015/10471-6, cujo objetivo é analisar as estratégias de uso do território brasileiro pela empresa BrasilAgro. Trata-se da primeira empresa brasileira ligada à produção agrícola com capital aberto na Bolsa de valores - São Paulo e Nova York. O início do século XXI foi marcado pelo "boom" das commodities agrícolas e pela crise financeira de 2008. Tal situação resultou numa verdadeira "corrida por terras" de proporções mundiais (África, Ásia e América Latina), sobretudo, por parte do capital portador de juros. Em decorrência disto, surgiram inúmeros debates entre representantes da sociedade civil (movimentos sociais, ONG's) e instituições acadêmicas a respeito do fenômeno conhecido como land grabbing. Desta maneira, o presente estágio de pesquisa tem por objetivo dar ênfase no aprofundamento teórico sobre este recente processo mundial e sua relação com o capital portador de juros e o mercado de terras. Para tanto, será realizado uma ampla pesquisa bibliográfica, leitura de textos e a participação em grupos de pesquisas e colóquios na Universidade de Goethe, Frankfurt, Alemanha. A referida instituição acadêmica vem promovendo importantes debates e publicações sobre o tema através de seus professores, como: Stefan Ouma, Philippe Kersting e demais pesquisadores.