Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e caracterização de Listeria Monocytogenes de laticínios na região de Campinas

Processo: 16/12322-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Nathalia Cristina Cirone Silva
Beneficiário:Mayara Cardoso da Rosa
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Queijo   Resistência microbiana a medicamentos   Microbiologia de alimentos

Resumo

As doenças transmitidas por alimentos (DTAs) são consideradas preocupação mundial em relação à saúde pública. O gênero Listeria contém o importante patógeno alimentar L. monocytogenes, capaz de causar surtos de listeriose em humanos e animais. Apesar de relatada baixa incidência, é uma doença de grande importância devido à sua taxa de mortalidade. A L. monocytogenes pode ser veiculada por leite e derivados, pois encontra condições favoráveis para desenvolver-se na cadeia produtiva leiteira, sendo assim, é considerada um problema de segurança alimentar da atualidade. Listeria sp vem demonstrando resistência a antibióticos, sendo este um fator de preocupação à saúde da população. Assim, o objetivo desse projeto de pesquisa será: isolar e caracterizar Listeria monocytogenes a partir de amostras de leite cru, leite pasteurizado, swabs de equipamentos, superfícies e de utensílios e do produto queijo tipo Minas frescal, em 6 laticínios da região de Campinas-SP. Para o isolamento de L. monocytogenes será utilizado o meio de Listeria Enrichment Both (LEB) para enriquecimento. Tanto os swabs quanto as amostras serão incubadas nesse caldo por 4 horas a 30°C. Posteriormente, serão adicionados antimicrobianos (acriflavina, ácido nalidíxico e cicloheximida), com incubação de mais 44 horas. A partir do caldo, as amostras serão estriadas em ágar OXFORD e ágar Listeria segundo Ottaviani and Agosti (ALOA). As colônias características serão testadas pela coloração de gram, prova de catalase e teste de motilidade. Será realizada a pesquisa de genes de virulência através de PCR e o perfil fenotípico de resistência a antimicrobianos dos isolados confirmados como L. monocytogenes. Além disso, será testada a ação antimicrobiana de óleos essencias contra o patógeno, pela técnica de microdiluição.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.