Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão de microRNAs no tecido adiposo relacionados a comunicação neuro-adiposa na prole de camundongos com obesidade induzida por dieta hiperlipídica

Processo: 16/08202-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Alice Cristina Rodrigues
Beneficiário:Erica de Sousa
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/13793-2 - O papel do microRNA-22 nas complicações metabólicas devido obesidade materna em camundongos, BE.EP.DR
Assunto(s):Gravidez   Tecido adiposo bege   Tecido adiposo   MicroRNAs   Tecido adiposo branco   Dieta hiperlipídica   Obesidade

Resumo

A obesidade tem aumentado mundialmente em níveis alarmantes. É extensamente conhecido que os fatores de risco para essa condição são uma combinação de origem tanto genética quanto ambiental. Neste cenário, a epigenética é cada vez mais reconhecida como importante fator de risco em diversos estudos em animais e epidemiológicos, nos quais fica claro que as condições metabólicas maternas antes e durante a gestação e lactação afetam profundamente o metabolismo da prole a longo prazo. Entre os mais estudados mecanismos epigenéticos encontra-se a regulação pós-transcricional por miRNAs, que já foram observados alterados no tecido adiposo em diversas alterações metabólicas, desde ganho excessivo de peso até exposição crônica ao frio. Por outro lado, sabe-se que a comunicação entre o sistema nervoso e o tecido adiposo é um importante mecanismo regulatório do gasto energético, e que também é modificada em situações como a obesidade e a exposição ao frio. Porém, possíveis alterações que a obesidade materna possa causar na expressão de miRNAs que modulam genes relacionados à comunicação neuro-adiposa é um campo de estudo ainda pouco explorado, mas que sinaliza uma ampla e promissora frente de pesquisa sobre a programação de alterações metabólicas. Portanto, reconhecido o caráter transgeracional da obesidade, entender o efeito da obesidade materna sobre a modelagem deste sistema, que se desenvolve sob ampla influência do status metabólico materno, é fornecer subsídios para a implementação de novas abordagens terapêuticas contra a obesidade e morbidades associadas. Assim, o escopo geral deste projeto é avaliar se a obesidade materna altera a expressão de miRNAs no tecido adiposo da prole, e como estas alterações podem comprometer a comunicação entre o sistema nervoso simpático e o tecido adiposo, influenciando o metabolismo e capacidade de remodelagem deste tecido.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.