Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioprospecção de fungos endofíticos associados a espécies dos gêneros Hortia e Spiranthera (Rutaceae): diversidade química e potencial biológico

Processo: 16/11097-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Maria Fátima das Graças Fernandes da Silva
Beneficiário:Rodrigo Sant'Ana Cabral
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Hortia   Micro-organismos endofíticos   Rutaceae   Química de produtos naturais

Resumo

Diferentes estratégias têm sido desenvolvidas para aumentar e otimizar a produção dos metabólitos secundários bioativos em linhagens vegetais. Considerando todas as limitações associadas à produtividade e vulnerabilidade de espécies de plantas, como fontes de novos metabólitos, os microrganismos servem como a mais nova, renovável e reprodutível fonte inesgotável de novas estruturas com potencial farmacêutico. Nos últimos anos, uma importância maior vem sendo dada aos microrganismos associados às plantas, principalmente os endófitos. Dentre os organismos endofíticos, os fungos têm se revelado de grande importância, pois podem produzir uma infinidade de metabólitos, os quais apresentam diferentes aplicações biotecnológicas, o que representa um mercado de dezenas de bilhões de dólares em todo o mundo. Diversos compostos de origem vegetal são produzidos por fungos endofíticos, sugerindo haver uma transposição de genes entre as plantas e os fungos em uma verdadeira engenharia genética in vivo. A biodiversidade do Brasil pode ser considerada uma das fontes mais ricas em substratos usados na busca de novos modelos moleculares que podem, a partir de estudos de bioprospecção, químicos e farmacológicos, levar à descoberta de novos medicamentos para a cura ou controle de diversas doenças, porém permanece ainda pouco explorada em relação ao seu potencial. As espécies selecionadas para realização desse trabalho são nativas e pertencem à família Rutaceae, são Hortia oreadica, H. brasiliana, Spiranthera odoratissima e S. atllantica. Em levantamentos bibliográficos realizados foi observada a ausência de estudos relacionados à microbiota de fungos endofíticos com as espécies selecionadas. Com base no exposto, o presente projeto tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre a diversidade química e diversidade da microbiota dos fungos endofíticos associados às folhas e raízes dessas espécies. Esse estudo pode levar a descoberta de novas espécies de microrganismos endofíticos, assim como de novas entidades químicas, potencialmente ativas biológica e farmacologicamente.