Busca avançada
Ano de início
Entree

A Igreja Universal no contexto urbano português: uma análise espacial e etnográfica das estratégias de ocupação do espaço urbano pela IURD em Lisboa e Porto

Processo: 16/12920-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 15 de setembro de 2016
Vigência (Término): 14 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Paula Montero
Beneficiário:Gustavo Aires Tiago
Supervisor no Exterior: Donizete Aparecido Rodrigues
Instituição-sede: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade da Beira Interior (UBI), Portugal  
Vinculado à bolsa:15/24267-1 - Religião, direito e secularismo: a reconfiguração do repertório cívico no Brasil Contemporâneo, BP.IC
Assunto(s):Antropologia da religião   Religiões   Pentecostalismo   Igreja Universal do Reino de Deus   Espaço urbano   Portugal

Resumo

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) foi fundada em 1977 na cidade do Rio de Janeiro, tornou-se uma das igrejas protestantes mais conhecidas do Brasil. A sua expansão para a Europa teve inicio em Portugal estreando suas atividades em 1989 sob coordenação do bispo Paulo Roberto Guimarães. Atualmente a IURD em Portugal assume o nome de Centro de Ajuda (CdA) e possui cerca de 130 templos em todo o território português, além disso dispõe de um aparato midiático com estações de rádio, emissora de TV e jornais no país. Este projeto procura entender como se organizam os templos da Igreja Universal nas cidades portuguesas, especialmente nas cidades do Porto e de Lisboa. Além disso, apreender como se dá a dinâmica do entorno dos templos e os aparatos usados para a atração de público, como as diversas ações sociais e projetos aplicados no Brasil e que são reconstruídos e aplicados no contexto social dos fiéis da CdA. Através da análise de um banco de dados de endereços de templos da IURD Portugal e da ferramenta de georefenciamento analisaremos a disposição desses aparatos no espaço urbano das cidades portuguesas e como isso dialoga com a realidade social do entorno de alguns templos. Com isso será possível traçar um paralelo entre Brasil e Portugal e elucidar um pouco mais as estratégias da Igreja Universal na construção e ocupação do espaço urbano. (AU)