Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito agudo do exercício resistido com tubos elásticos no transporte mucociliar nasal de tabagistas

Processo: 16/10721-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Dionei Ramos
Beneficiário:Alessandra Mayumi Marques Masuda
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Treinamento de força   Tabagismo   Pneumologia   Hábito de fumar

Resumo

Introdução: O transporte mucociliar é o principal mecanismo de defesa das vias aéreas superiores e inferiores que além de respostas a agentes nocivos, sofre influência a execução de exercícios físicos. Objetivos: Avaliar e comparar o comportamento da resposta aguda do transporte mucociliar nasal de tabagistas frente a uma sessão de exercício resistido com tubos elásticos e verificar a influência do ato agudo de fumar e a sua associação com este tipo de treino. Métodos: Tabagistas com função pulmonar normal verificada pela espirometria serão avaliados quanto ao transporte mucociliar nasal pelo Tempo de Trânsito de Sacarina (TTS). Para comparação da situação basal e do efeito do exercício resistido com tubos elásticos será avaliado um grupo controle não tabagista com características semelhantes. Este grupo não será exposto ao fumo. Análise estatística: Será utilizado o programa estatístico SPSS 22.0. A normalidade na distribuição dos dados será avaliada por meio do teste de Shapiro-Wilk, e a descrição dos resultados será realizada como média ± desvio padrão, com exceção de variáveis com distribuição não normal, que serão descritas como mediana (intervalo interquartílico 25-75). Para análise intergrupos (tabagistas e não tabagistas) será utilizado o teste t não pareado ou teste de Mann-Whitney dependendo da normalidade dos dados. Para análise intragrupos, será utilizado análise de variância para medidas repetidas ANOVA seguida de teste de Bonferroni, caso não seja verificada a normalidade dos dados será aplicado o teste Friedman seguido do teste de Dunn. O nível de significância utilizado será de p<0,05.