Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização proteômica de exossomas e seus miRNAs inflamatórios de trofoblastos extravilosos infectados in vitro por Zika Vírus

Processo: 16/10522-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Maria Notomi Sato
Beneficiário:Luanda Mara da Silva Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vírus Zika   MicroRNAs   Imunidade inata   Trofoblastos

Resumo

A infecção causada pelo Zika vírus (ZKV) tornou-se um grande problema de saúde pública no Brasil desde 2014 e a associação da infecção na gestação por ZKV com a microcefalia tem sido muito discutida. Durante a gestação há um equilibrio entre os mecanismos de tolerância fetal, os mecanismos que regulam a inflamação sistêmica e no tecido placentário gerados na vigência da infecção viral, são essenciais para influenciar no comprometimento do desenvolimento fetal. Os trofoblastos da placenta liberam microvesículas, como os exossomas, que possuem importante função para a comunicação célula-célula e tolerogênica, incluindo citocinas, quimiocinas, proteínas de membrana, além de mRNA e microRNA (miRNA). Os miRNA são pequenos RNAs que atuam na regulação gênica ligando-se a mRNA e degradando-os, nas infecções virais os miRNA podem ser usados como biomarcadores e/ou atuam em vias de sinalização celular contribuindo ou desvaforecendo a resposta antiviral. Ainda não há relatos na infecção pelo ZKV se os exossomas são capazes de carregar particulas virais, miRNAs e proteínas que podem contribuir para a sua disseminação, principalmente através da barreira placentária. A proposta do Projeto será avaliar os exossomas derivados de trofoblastos placentários quanto ao perfil proteômico e de miRNA envolvidos na resposta inflamatória na infecção por ZKV. A investigação será realizada em células de linhagem de trofoblastos viloso e extra-viloso de 1º trimestre de gestação e trofoblastos primários de placentas a termo de mulheres saudáveis, para estabelecer a infecção in vitro por ZKV e obtenção dos exossomas. Será avaliado análise do perfil proteômico e dos antígenos virais dos exossomas derivados de placentas a termo, infectadas ou não por ZKV e com o vírus da Dengue do tipo 1. Também será realizada a análise dos exossomas na resposta pró-inflamatória e na indução de citocinas em células mononucleares do sangue periférico de mulheres adultas e de recém-natos. Além disto, o perfil de expressão de miRNA envolvidos na regulação da resposta inflamatória em exossomas será analisado por PCR array (84 genes). Estes parâmetros poderão favorecer a compreensão da presença de alterações imunológicas ou epigenéticas na infecção com ZKV em face aos mecanismos de tolerância na gestação. Além disto, os componentes que levam à inflamação seja placentário ou sistêmico, podem influenciar no desenvolvimento neurológico fetal na vigência de infecção por ZKV.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YAMADA YOSHIKAWA, FABIO SEITI; EMIDIO TEIXEIRA, FRANCIANE MOURADIAN; SATO, MARIA NOTOMI; DA SILVA OLIVEIRA, LUANDA MARA. Delivery of microRNAs by Extracellular Vesicles in Viral Infections: Could the News be Packaged?. CELLS, v. 8, n. 6 JUN 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.