Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do BGP-15 na autorrenovação das células satélite

Processo: 16/12894-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Elen Haruka Miyabara
Beneficiário:Aline Negromonte dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema musculoesquelético   Insuficiência cardíaca   Músculo esquelético   Regeneração muscular   Células satélites de músculo esquelético   Autorrenovação celular   Distrofia muscular   Técnicas in vitro

Resumo

As células satélite têm a sua capacidade de dar origem a células diferenciadas, bem como de recompor o conjunto de células satélite em estado de quiescência, processo esse denominado de autorrenovação. Em resposta à lesão das fibras musculares, as células satélite são ativadas, as quais se proliferam, sendo que algumas delas sofrem autorrenovação e a maioria delas se diferencia em fibras musculares. Considerando-se que os mecanismos envolvidos no processo de autorrenovação das células satélite são pouco conhecidos, nós hipotetizamos que as proteínas de choque térmico (HSPs), por serem chaperonas moleculares envolvidas em diversos processos celulares fundamentais, poderiam participar da regulação da autorrenovação das células satélite. Sendo assim, a utilização do fármaco O-(3-piperidino-2-hydroxy-1-propyl) nicotinic amidoxime (BGP-15), um indutor de HSPs derivado da hidroxilamina, no intuito de induzir o aumento da expressão de HSPs representa uma estratégia viável para se estudar a influência das HSPs sobre o processo de autorrenovação das células satélite. A investigação deste fármaco torna-se ainda mais atrativa, pois ele é capaz de atenuar a perda de função muscular e melhorar a estrutura muscular durante a progressão da distrofia muscular de Duchenne, ele protege contra a insuficiência cardíaca e a fibrilação atrial em camundongos e também vem sendo utilizado em testes clínicos em paciente diabéticos, no intuito de atenuar a resistência à insulina. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho é analisar o efeito do tratamento in vitro com BGP-15 na autorrenovação das células satélite de camundongos jovens Pax7CreER;R26RYFP (sistema Cre/loxP; uma tecnologia potente e inovadora para traçar o destino das células satélite marcadas geneticamente).