Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilização de nanocarreadores contendo fármacos fotossensibilizadores e outros ativos aplicados a terapia celular e tratamento de patologias do sistema nervoso central

Processo: 16/16515-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Antonio Claudio Tedesco
Beneficiário:Camila Fernanda Amantino
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/50181-1 - Utilização de nanocarreadores contendo fármacos fotossensibilizantes e outros ativos aplicados à terapia celular e tratamento de patologias do sistema nervoso central, AP.TEM
Assunto(s):Fármacos fotossensibilizantes   Glioblastoma   Nanotecnologia

Resumo

O sistema nervoso central (SNC) é constituído por astrócitos (50%), oligodendrócitos (40%), micróglia (5%) e células ependimárias (5%), os quais oferecem o suporte estrutural e funcional para os neurônios. Em especial os tumores da glia (glioma ou glioblastoma) estão entre as neoplasias mais comuns do SNC adulto e surgem a partir de astrócitos, oligodendrócitos e seus precursores. O glioblastoma multiformé (GBM) é o tipo mais agressivo e freqüente desses tumores. Outro problema grave que acomete o SNC é o chamado acidente vascular cerebral (AVC), o qual é causado pela redução do suprimento sanguíneo, resultando no decréscimo da oferta de oxigênio e glicose em uma área do cérebro. Um terceiro problema grave é a presença de sangue no espaço subaracnoideo devido à hemorragia meníngea, o que leva ao vasoespasmo das artérias cerebrais. Todos os tratamentos existentes atualmente para os acometimentos cerebraisaqui relatados são pouco eficazes, resultando em um grande número de pacientes com seqüelas neurológicas graves ou mortes. Por isso, existe a necessidade de desenvolver uma abordagem terapêutica mais efetiva. Este projeto está basicamente dividido em cinco subprojetos, sendo três relacionados ao glioblastoma, um relacionado ao vasoespasmo cerebral e outro referente à isquemia cerebral focal. Os estudos propostos neste projeto nos parecem de extrema relevância, visto que a utilização de novas tecnologias, em um tema já explorado, mas, com pouco sucesso, parece ser a chave para a descoberta de novas estratégias terapêuticas. Logo, a linha mestra comum que une todas as propostas é a combinação de Nanotecnologia, Fotoprocesso e Terapia Celular para o tratamento de patologias do SNC.