Busca avançada
Ano de início
Entree

Cyber roças: registros e realizações audiovisuais sobre agricultura urbana em contextos geográficos metropolitanos, midiáticos e tecnológicos

Processo: 16/10650-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Irene de Araújo Machado
Beneficiário:Douglas Vinícius Galan
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Documentário   Agricultura digital

Resumo

O presente projeto de pesquisa pretende realizar produções audiovisuais e explorar registros midiáticos específicos que apresentem a constituição de uma atividade emergente em centros metropolitanos na atualidade classificada como agricultura urbana, nosso objeto de estudo. Busca-se essencialmente pela produção de um documentário de curta-metragem, apoiado em métodos etnográficos de abordagem junto aos espaços destinados a essa prática na capital paulista, constituir dados que apresentem toda a heterogeneidade do texto de cultura especialmente formulado pelo corpus de pesquisa composto por hortas urbanas localizadas na cidade de São Paulo. As hipóteses desta tese transitam por diferentes campos, tratando de questões como o aparecimento de demandas empíricas que propõem novos modelos de produção de alimentos; a ampliação do espaço físico de cultivo através de meios eletrônicos e digitais, alcançado o que denominamos neste estudo de "agricultura digital"; a reconstituição das noções sobre espaço geográfico, expandindo conceitos como o de fronteira; a formação de uma nova concepção de "bios", onde o humano se coloca em uma inédita rede de associações; entre outros debates pertinentes ao assunto. Com apoio em uma metodologia constituída por teorias semióticas, sobre o cinema, novas tecnologias, comunicações, estudos geográficos e biológicos, nossas reflexões voltam-se ainda às práticas agrícolas mediatizadas, participativas e colaborativas em ambiente eletrônico, tal como se apresenta no trabalho desenvolvido pelo grupo em rede social intitulado "Hortelões urbanos", por meio do qual tomamos contato inicial com o tema agricultura urbana através da realização de reportagem jornalística produzida pelo doutorando publicada em revista. Desde então, o assunto tornou-se alvo de investigação, dando mostras de potenciais acréscimos científicos à área de estudo envolvida.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: