Busca avançada
Ano de início
Entree

Documentário e trilha sonora: os sons do eu

Processo: 16/09111-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 01 de junho de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Claudiney Rodrigues Carrasco
Beneficiário:Renan Paiva Chaves
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/26819-0 - Em busca de uma história e teoria do som no documentário, BE.EP.DR   17/03799-0 - O eu e o documentário australiano: sons e ecos de Down Under, BE.EP.DR
Assunto(s):Documentário

Resumo

A proposta do projeto é lidar com a temática do som no documentário. Serão de especial interesse para o desenrolar da pesquisa documentários de cunho autoral nos quais o corpo, a ação, o "eu", os aparatos e/ ou os recursos narrativos do realizador passam a ocupar, a partir da tomada sonora e visual e da edição, uma dimensão evidente e determinante na narrativa. As produções que transcorrem nessas tendências começam a se adensar nos anos 1970 e 1980. Com foco nessas décadas e nessas tendências, pretendo analisar o som dos filmes que se inserem, sobretudo, nos nichos autobiográficos, autorreflexivos, performáticos e ensaísticos. Tomo como pressuposto que a partir dos anos 1970 - ante as sempre citadas inovações dos anos 1960 - uma nova configuração dos aspectos sonoros do documentário irrompe de forma determinante para as perspectivas narrativas emergentes no tocante à inserção do eu-realizador no filme. Interessa-me, nesse sentido, investigar como os deslocamentos e as novas práticas sonoras se engajam e engajam tais perspectivas. Com base na filmografia selecionada e na dimensão sonora, pretendo, assim, desenvolver um arcabouço teórico-analítico que consiga lidar com as diversas tendências de inserção do "eu" na narrativa documentária, que ocupam relevante porção da produção do cinema documentário de porte autoral pós anos 1960. Assim, pretendo contribuir com os campos de estudo do documentário e do som fílmico, sobretudo, na sua aproximação e intersecção teórica e historiográfica, abordando uma gama de documentários que se encontram em pauta e, ainda no presente, deixam suas marcas no âmbito teórico e da prática fílmica.