Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da substituição de fontes de nitrogênio (farelo de soja ou uréia) por nitrato protegido com ou sem enxofre elementar sobre a fermentação ruminal e emissão de metano entérico em bovinos confinados

Processo: 16/16848-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 15 de outubro de 2016
Vigência (Término): 29 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Telma Teresinha Berchielli
Beneficiário:Lucas Rocha Rebelo
Supervisor no Exterior: Chanhee Lee
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : Ohio State University, Columbus, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/01562-0 - Efeito da substituição de fontes de nitrogênio (farelo de soja ou uréia) por nitrato protegido com ou sem enxofre elementar sobre a fermentação ruminal e emissão de metano entérico em bovinos confinados, BP.MS
Assunto(s):Metano   Enxofre

Resumo

Pressões ambientalistas vêm atuando enfaticamente com respeito ao sistema de produção pecuário como um todo, principalmente com respeito ao efeito da emissão gases de efeito estufa pelos ruminantes. Dessa forma, faz-se necessário o estabelecimento de estratégias que visem a otimização do processo fermentativo, melhorias em produtividade e maximização da lucratividade da produção, todos esses objetivos em prol de se produzir com maior eficiência. A inclusão de nitrato (NO3-) na alimentação de bovinos é uma estratégia potencial, por ser um substituinte promissor da ureia como uma forma de nitrogênio não proteico, e, assim como também, ser um substituinte parcial de fonte de proteína verdadeira, como no caso o farelo de soja. No rumen o NO3- é reduzido a amônia, e para que essa redução aconteça são necessários equivalentes de redução (H2), dessa forma, esse componente funciona como um dissipador de hidrogênio no rumen. A menor disponibilidade de H2 no rumen implica em menor substrato para as bactérias metanogênicas, logo menor produção de metano (CH4), e menor quantidade da energia ingerida é perdida, portanto possivelmente melhor será a eficiência de utilização dos nutrientes dos alimentos. A inclusão de enxofre na alimentação junto ao nitrato também é dada como estratégia perante o processo de utilização do H2, pois a redução de enxofre no ambiente ruminal consome H2, e ainda, contribui com a síntese microbiana de aminoácidos sulfurados, aumentando a eficiência microbiana. Para a realização do BEPE, nós iremos utilizar os dados de consumo dos nutrientes, digestibilidade, excreção fecal e urinária de nitrogênio, emissão de CH4, eficiência de síntese microbiana, metahemoglobina sanguínea e parâmetros ruminais avaliados a partir da dissertação (FAPESP-2016/01562-0). O estágio será desenvolvido no Ohio Agricultural Research and Development Center, localizado na cidade de Wooster, estado de Ohio - Estados Unidos. O candidato irá apresentar os dados da dissertação para o professor Chanhee Lee e terá a oportunidade de discutí-los, a fim de melhorá-los. O estagiário irá ter experiência com outros métodos de análise e interpretação de resultados, juntamente com um grupo de pesquisadores que é liderado por um pesquisador com vasta experiência no assunto abordado pelo projeto. Durante o período BEPE o estagiário irá acompanhar reuniões e eventos científicos com o grupo de pesquisa, ter a oportunidade de apresentar e divulgar os dados do seu projeto realizado no Brasil. O período no exterior também irá permitir que o aluno se relacione com outros pesquisadores que trabalham no centro de pesquisa escolhido para o estágio, inclusive pesquisadores que são revisores de revistas científicas de alto impacto internacional. (AU)