Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensibilização de células tronco do glioma ao dano oxidativo induzido por radiação através do silenciamento de enzimas do sistema antioxidante.

Processo: 16/16163-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Elza Tiemi Sakamoto Hojo
Beneficiário:Paulo Roberto D'Auria Vieira de Godoy
Supervisor no Exterior: Siamak Haghdoost
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Stockholm University, Suécia  
Vinculado à bolsa:13/13253-4 - Respostas celulares e moleculares resultantes da inibição dos fatores de transcrição da família e2f em linhagens de glioblastoma irradiadas, BP.PD
Assunto(s):Radiação ionizante   Radiobiologia   Inativação gênica   Glioblastoma

Resumo

O glioblastoma (GBM) é um tumor cerebral maligno com péssimo prognóstico e muito resistente ao tratamento. As células-tronco do glioma (CTG) não diferenciadas apresentam uma maior defesa antioxidante quando comparadas com as CTGs diferenciadas com soro, sendo resistentes à quimioterapia e radioterapia. Propomo-nos a analisar algumas das principais proteínas/ genes expressos relacionados a defesa antioxidante (por exemplo, glutationa, glutationa peroxidase, glutationa redutase, catalase, peroxiredoxina, superóxido dismutase, etc) em CTGs não-diferenciadas ou diferenciadas expostas a baixas doses de radiação de forma crônicas ou agudas, por Western Blot, ELISA e RT qPCR. As proteínas que apresentarem os níveis de expressão mais elevados nas CTGs não-diferenciadas serão utilizadas como alvos para potencializar os efeitos da radiação. Isto será realizado por meio de shRNA específicos para a enzima antioxidante, ou outras proteínas necessárias para a biossíntese de antioxidantes não enzimáticos. Vários parâmetros serão analisados, como a geração de ROS (detecção por DHE e Mitosox), o estresse oxidativo (detecção de 8-oxo-dg), diferenciação celular (marcadores de célula tronco e diferenciação) e auto-renovação (ensaio de formação de esferas), em CTG silenciadas para a enzima antioxidante, irradiadas ou não-irradiadas. A nossa hipótese é a de que a redução da capacidade antioxidante das CTG e o aumento da produção de ROS por irradiação de baixa dose de forma crônica e aguda irá reduzir a funcionalidade das CTG, promovendo a diferenciação e diminuindo a auto-renovação. Para alcançar estes resultados, os experimentos serão realizados no laboratório do Dr. Siamak Haghdoost, na Universidade de Estocolmo, que apresenta todos os recursos para realizar as técnicas necessárias deste projeto. Espera-se que o presente estudo proporcione resultados interessantes sobre a radiossensibilização do glioma e que estes possam ser utilizados para a concepção de terapias alternativas para pacientes com GBM, em uma nova abordagem com base na diminuição da defesa antioxidante combinado com a radioterapia.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GODOY, PAULO R. D. V.; POUR KHAVARI, ALI; RIZZO, MARZIA; SAKAMOTO-HOJO, ELZA T.; HAGHDOOST, SIAMAK. Targeting NRF2, Regulator of Antioxidant System, to Sensitize Glioblastoma Neurosphere Cells to Radiation-Induced Oxidative Stress. OXIDATIVE MEDICINE AND CELLULAR LONGEVITY, v. 2020, JUN 16 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.