Busca avançada
Ano de início
Entree

Semeando flutuadores lagrangeanos desde o fluxo através da Indonésia até o Atlântico Sul

Processo: 16/16959-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Edmo José Dias Campos
Beneficiário:Bruno Castaldi
Supervisor no Exterior: Mohamed Iskandarani
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Miami, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/02225-2 - Conexões entre o Vazamento das Agulhas e o clima na América do Sul - estudo com modelo acoplado oceano-atmosfera, BP.DR
Assunto(s):Mudança climática   Atlântico Sul

Resumo

A célula Global da Circulação de Revolvimento Meridional (do inglês, MOC, Meridional Overturning Circulation) desenvolve um papel importante no sistema climático terrestre e na distribuição de calor pelo mundo. Em seu ramo superficial, águas quentes são transportadas através de diferentes bacias oceânicas. O fluxo através dos mares da Indonésia (Indonesian Througflow, ITF) e o Vazamento das Agulhas são os principais processos responsáveis, respectivamente, por importar águas do Oceano Pacífico para o Índico, e por exportar águas do Oceano Índico para o interior do Atlântico. Recentemente, mudanças em ambos os sistemas tem sido reportados e podem estar relacionados a consequências do aquecimento global, processos de interações ar-mar e variabilidade da circulação oceânica e de padrões de ventos. O presente trabalho visa estudar correlações do ITF, do Vazamento das Agulhas, e da circulação no Atlântico Sul semeando virtualmente partículas Lagrangianas desde o Pacífico até o Atlântico. Dados de saída de rodadas de uma implementação de modelo global de alta resolução com o Hybrid Coordinate Ocean Model (HYCOM) serão utilizados para simular numericamente o movimento das partículas. Por fim, os resultados obtidos serão comparados com dados disponíveis de uma rodada com o modelo acoplado oceano-atmosfera Community Earth System Model v.1 (CESM1) para o século XX a fim de entender possíveis influências nos processos ar-mar e variabilidades envolvendo ITF, sistema das Agulhas e o cima na América do Sul. Este trabalho será realizado na forma de um programa de intercâmbio na Rosenstiel School of Marine and Atmospheric Science (RSMAS) da Universidade de Miami.