Busca avançada
Ano de início
Entree

Ocorrência e impacto da mega-Zona de convergência do Atlântico Sul na porção leste da América do Sul durante o último período glacial: uma abordagem paleoceanográfica

Processo: 16/10242-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 25 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Cristiano Mazur Chiessi
Beneficiário:Marília de Carvalho Campos
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/06790-7 - Variabilidade da Corrente do Brasil e do clima da América do Sul durante o último glacial: avaliação das temperaturas da superfície do mar através de análises de Mg/Ca e de pulsos de sedimentos terrígenos através de análises de Fluorescência de Raios-X, BE.EP.DR
Assunto(s):Mudança climática   Foraminifera   Corrente do Brasil   Zona de convergência do Atlântico Sul

Resumo

A Corrente do Brasil (CB) exerce um papel fundamental na distribuição de energia entre os hemisférios. Ela estoca e redireciona para as latitudes médias do Hemisfério Sul uma porção significativa de calor em períodos de desintensificação da Atlantic Meridional Overturning Circulation (AMOC). Adicionalmente, a CB influencia a precipitação de verão em grande parte do continente sul-americano. Recentemente, anomalias até então desconhecidas da posição e intensidade da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) foram descritas para o Heinrich Stadial (HS) 1 e denominadas "mega-ZCAS". Tais anomalias foram associadas à desintensificação da AMOC e teriam produzido drásticas mudanças no clima da América do Sul. Visto que os HS podem, até certo ponto, ser considerados como análogos pretéritos de condições futuras e que uma redução de até 44% da intensidade da AMOC está prevista para ocorrer até o final do século, um melhor entendimento do fenômeno descrito acima se faz urgente. Este projeto de Doutorado visa reconstituir a variabilidade oceanográfica e climática da porção oeste do Atlântico Sul ao redor de 10,5°S e do continente adjacente durante o último período glacial e posterior deglaciação. Assim, será possível determinar a ocorrência e impacto da mega-ZCAS na porção leste da América do Sul durante o último período glacial. Serão investigados os testemunhos sedimentares marinhos M125-95-2/3 coletados em um sítio sob a influência da CB sujeito ao aporte de sedimentos terrígenos oriundos da bacia de drenagem do rio São Francisco, localizada em grande parte sob a influência da ZCAS. Para estes testemunhos serão realizados modelos de idades baseados em datações 14C, análises de fluorescência de raios-X, análises de isótopos estáveis de oxigênio e carbono, e análises de Mg/Ca.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMPOS, MARILIA C.; CHIESSI, CRISTIANO M.; PRANGE, MATTHIAS; MULITZA, STEFAN; KUHNERT, HENNING; PAUL, ANDRE; VENANCIO, IGOR M.; ALBUQUERQUE, ANA LUIZA S.; CRUZ, FRANCISCO W.; BAHR, ANDRE. A new mechanism for millennial scale positive precipitation anomalies over tropical South America. QUATERNARY SCIENCE REVIEWS, v. 225, DEC 1 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.