Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações hipotalâmicas relacionadas com a síndrome da caquexia associada ao câncer: análise morfológica e estudo histológico, molecular, celular e sistêmico do sistema nervoso central

Processo: 16/12508-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Marilia Cerqueira Leite Seelaender
Beneficiário:Estefania Simoes Fernandez
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/24557-8 - O papel da via mTOR na caquexia associada ao câncer: um estudo neuropatológico post-mortem, BE.EP.DD
Assunto(s):Biologia celular   Biologia molecular   Caquexia   Neoplasias   Sistema nervoso central   Inflamação

Resumo

A caquexia associada ao câncer define-se como uma síndrome multifatorial caracterizada por uma perda contínua da massa muscular esquelética (com ou sem perda de massa gorda), associado à presença da inflamação sistêmica, com os seguintes sintomas: astenia, anorexia, anemia e fadiga. Acredita-se que as alterações metabólicas são desencadeadas por fatores tumorais, fatores secretados pelo hospedeiro e também por sua interação. Nesse contexto o Sistema Nervoso Central (SNC) é um ponto central que pode ser afetado pela caquexia. Todavia, o conhecimento sobre a participação do SNC na etiologia da síndrome é bastante escasso. Desse modo, este projeto tem como objetivo verificar as possíveis modificações de estruturas cerebrais de sujeitos com caquexia associada ao câncer e também examinar a correlação dessas alterações com o estado inflamatório dos pacientes. Para o estudo serão recrutados no hospital universitário da USP, 30 pacientes portadores de câncer gastrointestinal, com idade entre 40 e 80 anos, de ambos os sexos, que após concordarem em participar do estudo e assinarem o termo de consentimento livre e esclarecido, serão divididos em dois grupos, Câncer Sem Caquexia (CSC) e Câncer com Caquexia (CC), conforme o preconizado pelo consenso do 2008. O protocolo experimental consistirá na avaliação da composição corporal, testes psicométricos e cognitivos, coleta sanguínea para dosagem sérica dos parâmetros inflamatórios, coleta de tecido gastrointestinal para análise molecular de fatores relacionados à inflamação e neuropeptídios ligados ao comportamento alimentar e finalmente, exame de imagem cerebral por ressonância magnética (VBM, IDT, RMf e RMes). Esses resultados serão analisados e correlacionados com auxilio do Setor de Estatística do Instituto de Ciências Biomédicas da USP e investidos em publicações científicas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE CASTRO, GABRIELA S.; SIMOES, ESTEFANIA; LIMA, JOANNA D. C. C.; ORTIZ-SILVA, MILENE; FESTUCCIA, WILLIAM T.; TOKESHI, FLIVIO; ALCANTARA, PAULO S.; OTOCH, JOSE P.; COLETTI, DARIO; SEELAENDER, MARILIA. Human Cachexia Induces Changes in Mitochondria, Autophagy and Apoptosis in the Skeletal Muscle. CANCERS, v. 11, n. 9 SEP 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.