Busca avançada
Ano de início
Entree

Balanço hídrico em uma sub-Bacia do Ribeirão das Posses, Extrema, Minas Gerais

Processo: 16/16358-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Convênio/Acordo: Belmont Forum
Pesquisador responsável:Humberto Ribeiro da Rocha
Beneficiário:Mariane Chitolina
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50682-6 - Investimentos pró-climáticos inteligentes em bacias de montanhas tropicais da América do Sul (ClimateWise), AP.PFPMCG.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):19/17179-0 - O papel das águas subterrâneas e do solo na disponibilidade hídrica superficial nas cabeceiras do sistema de reservatórios da Cantareira: uma investigação experimental de campo em uma bacia hidrográfica multi-instrumentada, BE.EP.DD
Assunto(s):Hidrometeorologia   Evapotranspiração   Balanço hídrico   Umidade do solo   Processos climáticos   Enchentes urbanas   Bacia hidrográfica   Extrema (MG)

Resumo

O sistema solo-cobertura vegetal pode exercer significativa influência no padrão da sazonalidade da vazão, no regime de picos transientes de vazão, por exemplo, pela ação da cobertura florestal em reduzir a intensidade da chuva atingindo o solo e o aumento da infiltração, pelo aumento da capacidade de armazenamento de água no solo decorrentes da maior infiltração e/ou da própria estrutura do solo propiciada pelo complexo sistema raizes-serapilheira. Na Bacia do Ribeirão das Posses se desenvolve um projeto de restauração florestal (Programa Conservador de Águas/Extrema, do Programa Produtor de Águas/ANA) nas áreas de entornos das nascentes e faixas ripárias selecionadas dos cursos d'água, onde pode decorrer significativa alteração dos processos de geração do escoamento hidrológico que formam a vazão dos tributários. É alto interesse científico entender os padrões de armazenamento de água no sistema solo-vegetação, assim como a dinâmica dos fluxos hidrológicos, na Bacia do Ribeirão das Posses, respondem ao regime de chuvas, como forma de auxiliar a avaliação do efeito da vegetação na disponibilidade hídrica e dos possíveis serviços ecossistêmicos hídricos. Esta proposta visa investigar o balanço hídrico superficial em uma sub-Bacia do Ribeirão das Posses, Extrema, MG, com a utilização de medidas observacionais de campo, (i) para analisar os processos de geração de escoamento hidrológico, e (ii) para quantificar os componentes do balanço, inclusive a precipitação e a evapotranspiração, para trazer mais profundo entendimento do regime hidrológico nas áreas de mananciais dos sistemas de abastecimento urbano, e a auxiliar no entendimento da relevância das áreas de faixas ripárias e de recarga das nascentes no regime da vazão de água superficial do canal. (AU)