Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do tamanho de partícula em lagos da planície de inundação amazônica baseados em uma série temporal de dados biopticos in-situ e dados de sensoriamento remoto

Processo: 16/09953-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Cláudio Clemente Faria Barbosa
Beneficiário:Lino Augusto Sander de Carvalho
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Sensoriamento remoto

Resumo

Sistemas aquáticos Amazônicos têm sido investigados ao longo dos anos gerando grande quantidade de conhecimento sobre processos hidrológicos e ecologia aquática em nível local (Huszar et al., 1997 Bonnet et al. 2008, Rudorff et al. 2014a/b) e em larga escala (Forsberg et al., 1988, Junk e Piedade de 1997, Wilson et al., 2007). No entanto, há ainda a carência de informações sobre as Propriedades Ópticas (PO) de lagos de várzea, que são pela concentração e composição dos Componentes Opticamente Ativo (COA). Esses componentes são diretamente influenciados pelo pulso de inundação do rio Amazonas e podem variar ao longo do ano hidrológico trazendo mudanças na profundidade da zona eufótica, estrutura térmica produtividade primária, entre outros processos. Sander de Carvalho (2016) investigou Propriedades Ópticas Inerentes e Aparente (PIOs e POAs) no Lago Curuai, que é um exemplo representativo de lagos de várzea da Bacia Amazônica, em quatro fases diferentes do ano hidrológico e dando prosseguimento à este trabalho, a presente proposta visa incorporar conjuntos de dados adquiridos desde setembro de 2012 (nove fases) para avaliar a viabilidade do uso de PO para aumentar a compreensão da variabilidade espacial e temporal da distribuição de tamanho de partículas nos Lago Curuai. As três etapas principais serão focados em : (i) avaliação da qualidade do conjunto de dados; (ii) análise espaço-temporal das POIs, POAs e parâmetros biogeoquímicos dentro do ciclo hidrológico; (iii) construção um algoritmo para recuperar IOPs e variáveis biogeoquímicas a partir de imagens de sensoriamento remoto. O estudo irá dar continuidade à projetos anterioress (FAPESP: 2002 / 00785-3, 2003 / 00785-3, 2004 / 1406-5, 2007 / 07867-9, 2008 / 07537-1 e 2011 / 23594-8; CNPq : 477.885 / 2007-1, 304929 / 2007-7 e 550373 / 2010-1; Rede Temática GEOMA, FAPESP 2011 / 23594-8, Clim-Fabian (IRD) e BNDES-Fundo Amazônia-INPE) para fornecer uma análise adequada e insumos para futuros modelos hidrológicos/biogeoquímicos.