Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem de dados de comportamento organizacional e desenvolvimento de sistemas de apoio à decisão

Processo: 16/15584-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Rafael Damasco Silveira
Beneficiário:João Mario Francisco Teixeira
Vinculado ao auxílio:15/00879-8 - SIMULA- sistema de apoio à decisão para competitividade com qualidade de vida: estudos e simulações do absenteísmo e presenteismo nas empresas, AP.PIPE
Assunto(s):Protótipo   Validação de modelos   Modelagem de dados   Banco de dados   Simulação por computador   Sistemas de apoio à decisão   Comportamento organizacional

Resumo

Este plano de trabalho, vinculado ao projeto "SIMULA- Sistema de apoio à decisão para competitividade com qualidade de vida: Estudos e simulações do absenteísmo e presenteísmo nas empresas", contempla os estudos e as atividades para desenvolvimento e validação de funcionalidades e modelos de interesse, de modo tal que, através dos vários recursos a serem incorporados ao SIMULA, sejam viabilizados serviços inovadores de apoio à tomada de decisão - com as incertezas e níveis de erros a serem identificados - para escolha de investimentos/ações com maior cobertura e efetividade na redução absenteísmo e do presenteísmo nas organizações (A&P) e de seus impactos, especialmente nas áreas de produção, recursos humanos, saúde e segurança no trabalho. A fase 1 do projeto SIMULA tem o propósito de desenvolver um protótipo de sistema de apoio à decisão que permitirá, a partir de recursos de processamento analítico de dados, avaliar impactos financeiros e fornecer subsídios para reduzir A&P e os problemas associados. A diminuição do A&P - problemas decorrentes da baixa qualidade de vida, segurança e saúde no trabalho - é uma prioridade para instituições empresariais e governamentais, pois diminuem o desempenho financeiro/operacional das empresas ao mesmo tempo em que prejudicam trabalhadores e a sociedade. Soluções efetivas para esses problemas requerem arquiteturas organizacionais que integrem desempenho operacional com qualidade de vida no trabalho, demandando compreensão das múltiplas interações entre dados associados à variáveis organizacionais (como carga de trabalho, desafio cognitivo de tarefas, clima organizacional, segurança, produtividade, qualidade, custos, inovação, tempos) e variáveis humanas (nível de competência, entregas efetivas, saúde física e mental, satisfação, nível de cooperação/relações internas). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)