Busca avançada
Ano de início
Entree

Poluição atmosférica e DPOC: mediação por mecanismos epigenéticos na coorte de estudo LifeLines

Processo: 16/13384-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ana Julia de Faria Coimbra Lichtenfels
Beneficiário:Ana Julia de Faria Coimbra Lichtenfels
Anfitrião: Marike Boezen
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University Medical Center Groningen (UMCG), Holanda  
Assunto(s):Epidemiologia   Poluição do ar   Doença pulmonar obstrutiva crônica

Resumo

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é caracterizada por uma progressiva obstrução das vias aéreas e declínio da função pulmonar. Investigação sobre a sua origem tem sido realizada quase que exclusivamente sobre o hábito de fumar, e consequentemente, os estudos sobre a genética da DPOC têm sido focados principalmente em fumantes. Embora o tabagismo seja considerado o principal fator de risco para o desenvolvimento da DPOC, outros fatores ambientais incluindo a poluição atmosférica, podem também contribuir para a etiologia da DPOC. A poluição atmosférica é uma grande preocupação em termos de saúde pública. Exposição de curto e longo prazo à poluição tem sido consistentemente associada a um maior risco de exacerbações de doenças do aparelho respiratório bem como ao declínio da função pulmonar, mesmo em níveis de poluentes abaixo das atuais diretrizes de qualidade do ar. Embora haja clara evidência sobre o papel da genética sobre o desenvolvimento da DPOC, dados inconsistentes de estudos de coorte de base populacional sugerem que, além de específicas variantes genéticas, interações gene-ambiente podem também desempenhar um papel sobre o desenvolvimento da DPOC. Mecanismos epigenéticos incluindo a metilação do DNA, são agora reconhecidos como um importante elo entre exposições ambientais e doenças. Associação entre exposição à poluição atmosférica e de-regulação do perfil de metilação global do DNA e de genes candidatos têm sido previamente descrito, e dentre os principais CpGs identificados, destacam-se estes mapiando genes associados a vias inflamatórias, metabolismo de detoxicação e câncer de pulmão. No entanto até o presente momento, nenhum estudo examinando o potencial efeito de mediação da metilação na associação entre poluição atmosférica e risco para o desenvolvimento da DPOC tem sido descrito na literatura. A rápida expansão das tecnologias designadas "omics", incluindo os estudos de associação ampla do epigenoma (EWAS), tem sido útil na avaliação da metilação do DNA em nível do genoma. Portanto, estudar a associação entre poluição atmosférica, metilação do DNA e DPOC/função pulmonar na coorte de estudo LifeLines pode fornecer "insights" sobre os individuais "loci" epigenéticos associados com a DPOC.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LICHTENFELS, ANA JULIA DE F. C.; VAN DER PLAAT, DIANA A.; DE JONG, KIM; VAN DIEMEN, CLEO C.; POSTMA, DIRKJE S.; NEDELJKOVIC, IVANA; VAN DUIJN, CORNELIA M.; AMIN, NAJAF; LA BASTIDE-VAN GEMERT, SACHA; DE VRIES, MAAIKE; WARD-CAVINESS, CAVIN K.; WOLF, KATHRIN; WALDENBERGER, MELANIE; PETERS, ANNETTE; STOLK, RONALD P.; BRUNEKREEF, BERT; BOEZEN, H. MARIKE; VONK, JUDITH M. Long-term Air Pollution Exposure, Genome-wide DNA Methylation and Lung Function in the LifeLines Cohort Study. ENVIRONMENTAL HEALTH PERSPECTIVES, v. 126, n. 2 FEB 2018. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.