Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da resposta neuroinflamatória na fase aguda do status epilepticus: efeito do peptídeo mimético da Anexina A1

Processo: 16/04714-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Cristiane Damas Gil
Beneficiário:José Victor dos Passos Pinotti
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica   Neuroinflamação   Microglia   Anexina A1   Astrócitos

Resumo

Evidências clínicas e experimentais indicam que o processo inflamatório no cérebro constitui um mecanismo crucial na patofisiologia das crises epilépticas e da epilepsia, despertando interesse no uso de drogas anti-inflamatórias. Nesse aspecto, o peptídeo mimético Ac2-26 da proteína anti-inflamatória anexina A1 (ANXA1) constitui alvo interessante na regulação da neuroinflamação, por meio de sua ação na inibição da transmigração de leucócitos e liberação de mediadores pró-inflamatórios. Assim, investigaremos o efeito do tratamento farmacológico com o peptídeo Ac2-26 na fase aguda do modelo experimental de epilepsia do lobo temporal induzida por pilocarpina em ratos. Os procedimentos experimentais foram aprovados pela Comissão de Ética no Uso de Animais da UNIFESP (Protocolo CEUA nº2958050814). Quatro grupos experimentais (n = 5 animais/grupo) serão avaliados: NAIVE; SHAM; SE (status epilepticus) e SE+Ac2-26 (tratado com 1 mg/kg de Ac2-26 após 2, 8 e 14 horas da indução do SE). Nessas condições analisaremos: i) histologia do hipocampo posterior dorsal e quantificação de neurônios normais e em degeneração; ii) identificação e quantificação de micróglia e astrócitos no hipocampo por meio da imunohistoquímica. Os resultados das investigações contribuirão para a melhor compreensão dos mecanismos que envolvem a ação do peptídeo Ac2-26 na neuroinflamação e na descoberta de possíveis alvos terapêuticos na epilepsia.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.