Busca avançada
Ano de início
Entree

Aglomerados de galáxias como sondas cosmológicas: calibração da relação massa-riqueza

Processo: 16/17271-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 16 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 15 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Marcos Vinicius Borges Teixeira Lima
Beneficiário:Vinicius Consolini Busti
Supervisor no Exterior: Bhuvnesh Jain
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Pennsylvania, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/21098-1 - Cosmologia de precisão com o Dark Energy Survey, BP.PD
Assunto(s):Cosmologia (astronomia)   Aglomerados de galáxias   Modelos estatísticos

Resumo

Aglomerados de galáxias sondam o limite superior da função de massa de halos, onde suas abundâncias são muito sensíveis a como as estruturas se formaram no universo e consequentemente a parâmetros cosmológicos. A fim de se extrair o máximo de informação desses objetos, é necessário conectar a riqueza observada do aglomerado, isto é, o número de galáxias em um aglomerado, com a massa do halo onde este reside. Isto é conhecido como a relação massa-riqueza. Sua medição ou calibração é fundamental para se derivar vínculos cosmológicos robustos e constitui o objetivo principal deste projeto. Nós usaremos a alta cobertura em redshift (z ~ 1) e área (5,000 graus quadrados) do Dark Energy Survey (DES) para calibrar a relação massa-riqueza e utilizá-la para obter os limites mais fortes sobre parâmetros cosmológicos com aglomerados de galáxias observados no óptico. Três métodos diferentes serão usados para calibrar a relação massa-riqueza, usando a função de correlação angular de aglomerados de galáxias, a função de correlação projetada de aglomerados de galáxias e o efeito de lenteamento fraco causado por aglomerados de galáxias em galáxias de fundo. Cada método possui seus próprios erros sistemáticos, que serão caracterizados, permitindo uma comparação de resultados múltiplos. Todos os métodos serão validados cuidadosamente através de simulações fornecidas pelo DES, primeiramente em halos de matéria escura e então para aglomerados de galáxias detectados nas simulações, permitindo-nos assim compreender as propriedades do detector de aglomerados. Finalmente, os métodos serão aplicados em dados do primeiro ano (Y1) e segundo/terceiro anos (Y3), com o objetivo de se obter vínculos para a relação massa-riqueza e um profundo conhecimento do método de análise, que servirá de base para os dados finais do DES (Y5) e para levantamentos futuros. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VELTEN, HERMANO; GOMES, SYRIOS; BUSTI, VINICIUS C. Gauging the cosmic acceleration with recent type Ia supernovae data sets. Physical Review D, v. 97, n. 8 APR 23 2018. Citações Web of Science: 2.
HOLANDA, R. F. L.; SILVA, KAMILLA V. R. A.; BUSTI, V. C. X-ray surface brightness observations of galaxy clusters, cosmic opacity and the limits on the matter density parameter. Journal of Cosmology and Astroparticle Physics, n. 3 MAR 2018. Citações Web of Science: 0.
HOLANDA, R. F. L.; BUSTI, V. C.; GONZALEZ, J. E.; ANDRADE-SANTOS, F.; ALCANIZ, J. S. Cosmological constraints on the gas depletion factor in galaxy clusters. Journal of Cosmology and Astroparticle Physics, n. 11 DEC 2017. Citações Web of Science: 1.
HOLANDA, R. F. L.; PEREIRA, S. H.; BUSTI, V. C.; BESSA, C. H. G. Improved constraints on violations of the Einstein equivalence principle in the electromagnetic sector with complementary cosmic probes. Classical and Quantum Gravity, v. 34, n. 19 OCT 5 2017. Citações Web of Science: 2.
HOLANDA, R. F. L.; BUSTI, V. C.; LIMA, F. S.; ALCANIZ, J. S. Probing the distance-duality relation with high-z data. Journal of Cosmology and Astroparticle Physics, n. 9 SEP 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.