Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de rotas sintéticas na preparação da matriz Y2BaZnO5 dopada com íons terras raras para aplicação em dispositivos ópticos

Processo: 16/15789-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Ana Maria Pires
Beneficiário:Bárbara Sprocati
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Química de materiais   Luminóforos   Terras raras   Método hidrotérmico   Processo sol-gel

Resumo

Materiais contendo íons terras raras tem ganhado destaque devido a suas propriedades fotoluminescentes e, portanto características espectroscópicas que os fazem ser excelentes candidatos para uso em dispositivos de imagem, iluminação, sistemas de comunicações, células solares, biosensores, entre outros. Este projeto tem como proposta a investigação de diferentes rotas sintéticas para produção de luminóforos utilizando como matriz o Y2BaZnO5 e como íons ativadores Er3+, Yb3+ e Eu3+, na dopagem individual e combinada. Inicialmente será testada a síntese hidrotérmica, com variações de temperatura, tempo e pH, seguida do método Pechini modificado e do método sol-gel, estes dois últimos baseados em condições e parâmetros já em desenvolvimento no grupo de pesquisa, para que as implicações das diferentes rotas de síntese possam ser avaliadas. É objetivo também, eleger, dentre as sínteses realizadas, qual é a melhor para a matriz escolhida e para os dopantes em questão. Para tal os primeiros luminóforos a serem produzidos serão dopados apenas com Eu3+ de forma a atuar como sistema padrão a partir do qual poderão ser feitas comparações para elencar as melhoras condições de síntese que resultem em propriedades ópticas, estruturais e morfológicas que atendam os requisitos de aplicabilidade.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.