Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de RNAs não codificadores longos regulados pelo oncogene KRAS em câncer de pâncreas

Processo: 16/11639-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Daniela Sanchez Basseres
Beneficiário:Thalita Bueno Corrêa
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52685-9 - Novos alvos terapêuticos no câncer de pulmão associado a mutações no oncogênese K-Ras, AP.JP
Assunto(s):RNAs não codificadores   Oncogenes   Proteínas oncogênicas   Expressão gênica   Neoplasias pancreáticas   Carcinoma ductal pancreático

Resumo

Mutações pontuais que ativam o oncogene KRAS são muito frequentes no Adenocarcinoma Pancreático Ductal (PDAC), mas diferentes abordagens para inibir as oncoproteínas Ras diretamente fracassaram na clínica. Uma alternativa para bloquear as vias oncogênicas induzidas por KRAS é inibir moléculas efetoras downstream envolvidas em promover o fenótipo maligno. Os RNAs não codificadores longos (lncRNAs) atuam regulando a expressão gênica através de mecanismos epigenéticos que afetam a estrutura da cromatina e são importantes mediadores do processo oncogênico. Todavia, os lncRNAs envolvidos na transformação maligna induzida pela KRAS permanecem desconhecidos. O objetivo deste projeto é identificar lncRNAs que desempenham um papel importante no fenótipo maligno induzido pelo oncogene KRAS. Nossa hipótese pressupõe que a transformação celular pela KRAS altera o padrão de expressão de alguns lncRNAs, alterando assim, suas funções e contribuindo para a transformação maligna. Para testar esta hipótese, nós compararemos o perfil de expressão de lncRNAs obtidos por microarranjo de DNA em linhagens isogênicas de pâncreas na presença/ausência da forma oncogênica da KRAS com o perfil de expressão obtido por RNAseq de amostras clínicas de PDAC. Esta análise permitirá identificar os lncRNAs regulados por KRAS que tem maior chance de promover o fenótipo maligno pancreático em pacientes. Em seguida validaremos a expressão diferencial dos lncRNAs identificados e confirmaremos a regulação por KRAS em linhagens tumorais de pâncreas. Posteriormente, com base na correlação da expressão dos lncRNAs validados com a presença de mutações em KRAS em tumores pancreáticos, bem como na função descrita destes lncRNAs, escolheremos um lncRNA diferencialmente expresso para análise funcional, que será feita através da modulação da expressão do lncRNA escolhido nas células humanas de câncer de pâncreas dependentes da KRAS oncogênica, seguida de ensaios funcionais celulares in vitro e in vivo. Espera-se que este projeto contribua para um melhor entendimento dos mecanismos moleculares acionados pela oncoproteína KRAS no câncer de pâncreas, enquanto que, ao mesmo tempo, espera-se que ele forneça o conhecimento necessário para o desenvolvimento de novas terapias antitumorais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.