Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel fisiológico dos canais TREK-1 na modulação neural do estresse

Processo: 16/09116-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Roberto de Pasquale
Beneficiário:José Francis de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/23874-0 - Estresse oxidativo e plasticidade sináptica no córtex visual primário, AP.JP
Assunto(s):Serotonina   Neurofisiologia   Estresse psicológico   Antidepressivos

Resumo

O estresse está relacionado à gênese de várias doenças, como ansiedade e depressão. Várias alterações ocorrem no sistema nervoso central após a exposição a agentes estressores, como a modulação da liberação de serotonina e cortisol. Estresse durante o período da infância e adolescência pode levar a efeitos permanentes na idade adulta, relacionados ao desenvolvimento de doenças neuropsiquiátricas. Os canais de potássio do tipo TREK-1 têm sido relacionados com a etiologia de doenças relacionadas ao estresse, e animais nocaute para esses canais são resistentes à depressão. TREK-1 se tornou um novo alvo terapêutico para drogas antidepressivas em potencial. As alterações causadas pelo estresse podem estar relacionadas a alterações na expressão e/ou regulação de TREK-1. Esse projeto pretende primeiro avaliar a expressão de TREK-1 em animais infantes do modelo de separação materna, e em seguida, utilizar técnicas eletrofisiológicas para avaliar como TREK-1 e outros fatores envolvidos no estresse modificam a plasticidade sináptica nas áreas cerebrais responsáveis pela elaboração emotiva e cognitiva do estresse, em animais submetidos a estresse perinatal. (AU)