Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação entre densidade radiográfica - Dr, DXA, estrutura e resistência óssea: estudo "in vitro"

Processo: 16/13647-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Pesquisador responsável:Wagner André Pedro
Beneficiário:Joyce de Jesus Farias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Biomecânica   Osteoporose

Resumo

A Osteoporose é uma doença que pode atingir todos os ossos do corpo, fragilizando-os a estrutura, a Densidade Mineral Óssea (DMO) e a microarquitetura, e aumentando, assim, a possibilidade de fratura aos mínimos esforços. Essa doença apresenta-se de forma assintomática, com elevada prevalência entre os idosos, sendo, portanto, de extrema importância seu diagnóstico. Para a avaliação da DMO inúmeras metodologias foram desenvolvidas, entretanto, seus custos ainda são elevados e incompatíveis com a realidade da maioria dos paises, dentre eles o Brasil. A Densitometria Radiográfica - DR é a técnica que mede o grau de enegrecimento de um filme radiográfico, fotográfico ou digital e é utilizada para análise seqüencial de variações de massa óssea, com custo significativamente menor que as demais metodologias, boa precisão e acurácia. Este trabalho tem como objetivo determinar a correlação matemática - Função de Transferência - entre técnicas de densitometria, DXA (eleita como o "Padrão Ouro") e DR, objetivando aperfeiçoar o serviço de DMO. Para isso, serão utilizadas amostras ósseas da diáfise (10) e da epífise proximal (10) da tíbia de um bovino (Bos taurus) saudável. Será analisada também a resistência óssea, por ensaio mecânico destrutivo de compressão.