Busca avançada
Ano de início
Entree

Transformação urbana na Baixada Santista

Processo: 16/13363-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Paisagismo
Pesquisador responsável:Fábio Mariz Gonçalves
Beneficiário:Tiago Andrade Regueira
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/51260-7 - Os sistemas de espaços livres na constituição da forma urbana contemporânea no Brasil: produção e apropriação. QUAPA-SEL II, AP.TEM
Assunto(s):Produção do espaço urbano   Espaço urbano   Paisagem urbana   Desenvolvimento econômico   Baixada Santista (SP)

Resumo

A maior parte da população brasileira é urbana, e toda cidade está sempre funcionando como uma estrutura dinâmica, em constante transformação. O estudo da sua forma e paisagem nos permite identificar processos de transformação do espaço em determinado recorte temporal. Este trabalho tem como objetivo estudar as transformações urbanas ocorridas na Região Metropolitana da Baixada Santista nos últimos dez anos, compreendendo as relações entre o objeto construído, o suporte físico e os processos de transformação que levaram a ele. Investigar quem são e como se dá a relação entre os agentes de produção do espaço e o espaço urbano; o papel do Estado e da legislação urbanística como reguladores desse processo; que cidade está sendo produzida e qual o seu impacto na estruturação da paisagem. O desenvolvimento econômico recente da Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS) materializou-se através de significativas transformações da forma urbana, produzindo uma nova paisagem. Esta foi escolhida como objeto de estudo como forma de compreender os processos de transformação na escala da metrópole e aprofundar os estudos da morfologia urbana da região. O trabalho se insere na pesquisa QUAPA-SEL II - Os sistemas de Espaços Livres na constituição da forma urbana contemporânea no Brasil: produção e apropriação (processo FAPESP n° 2011/51260-7), em desenvolvimento pelo laboratório QUAPA-FAUUSP, retomando e aprofundando discussões gerais já iniciadas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.