Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do momento em que a obesidade induzida por dietas "ocidentais" promove remodelação cardíaca em Ratos Wistar

Processo: 15/10782-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Cicogna
Beneficiário:Cecília Lume de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ratos   Remodelação ventricular   Dieta Ocidental   Obesidade   Cardiologia

Resumo

A obesidade é uma doença metabólica crônica caracterizada pelo acúmulo anormal ou excessivo de gordura em relação à massa magra tecidual. É considerada uma epidemia global e sua incidência e prevalência tiveram aumento progressivo nas últimas décadas. Sua etiologia resulta da interação entre fatores genéticos, ambientais, comportamentais e fisiológicos, sendo a ingestão excessiva de alimentos combinada com o sedentarismo os principais responsáveis pelo aumento significativo dessa patologia. Comorbidades como, diabetes mellitus tipo 2, dislipidemias, câncer, resistência à insulina e doenças cardiovasculares estão fortemente associadas à obesidade. Estudos envolvendo modelos animais, em sua maioria roedores, têm sido cada vez mais utilizados na investigação dos efeitos deletérios do acúmulo de tecido adiposo sobre a função do coração. Essa relação tem sido analisada principalmente em animais obesos por manipulação dietética por representar de maneira mais apropriada a obesidade humana. As alternativas mais utilizadas na pesquisa experimental para estudar a cardiopatia promovida pela obesidade são as dietas hiperlipídicas, no entanto, os resultados encontrados em relação ao impacto destas dietas sobre a função e estrutura do coração são conflitantes. Dessa forma, tem sido questionado o uso de dieta hiperlipídica, sendo sugerida a utilização da dieta conhecida como "Ocidental" rica em gorduras saturadas e carboidratos simples, que além de promover a obesidade e comorbidades, acarreta mais frequentemente a deterioração cardíaca. Este tipo de alimentação "Ocidental" pode variar quanto a sua composição nutricional. Nos estudos encontrados não há um equilíbrio entre os lipídios e os carboidratos; em alguns trabalhos a dieta é formulada predominantemente com carboidratos e em outros, com maior proporção de gordura. Recentemente, a dieta "Ocidental" rica em ácidos graxos saturados tem sido associada com alterações na função cardíaca e a substituição de partes de gordura saturada, da dieta, por carboidratos simples pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares, porém o tempo em que ocorre o comprometimento cardíaco por influência destes tipos de dietas "Ocidentais" varia nos estudos encontrados, possivelmente devido à proporção dos macronutrientes da dieta, rica em açúcares simples ou lipídios saturados. Portanto, o objetivo deste projeto é avaliar, através do acompanhamento ecocardiográfico, o período em que a obesidade induzida por dietas "Ocidentais", com predomínio de ácidos graxos saturados ou glicídios simples, promove deterioração funcional e estrutural cardíaca em ratos Wistar.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.